Uncategorized

“Cadê os remédios?”, reclamam pacientes de Unidade de Saúde de Curitiba

Da Banda B:

Moradores do Sítio Cercado, em Curitiba, reclamam da falta de medicamentos na unidade de saúde Salvador Allende. Segundo os pacientes, não há mais remédio omeprazol, para o estômago, e nem medicamento para controlar a pressão arterial.

O aposentado Domingos Kochinski é uma das pessoas que está sofrendo com a situação. Ele depende do medicamento para hipertensão. “A gente trabalha a vida inteira e não tem direito de nada. Quem toma remédio controlado para pressão não pode ficar sem. Senão, é capaz até da pessoa ter um treco”, contou à Banda B na tarde desta sexta-feira (10).

Domingos ainda relatou que os funcionários da unidade não sabem quando o estoque será reabastecido. “Eles dizem que não tem e que não tem o que fazer. A gente fica sem saber como sair disso. Tentamos juntar dinheiro para comprar o remédio, mas é complicado”, completou o aposentado.

Em nota, a Prefeitura de Curitiba informou que os medicamentos citados podem ser encontrados em outras Unidades de Saúde. A Farmácia Popular, segundo a administração, também oferece o remédio de pressão. A Prefeitura ainda informou que está trabalhando para restabelecer os estoques dentro do prazo de 15 dias.

4 Comentários

  1. Antonio Golardo Responder

    É um verdadeiro descaso o que acontece com a saúde, educação, crateras na pavimentação, abandono de parques e praças, cemitérios… Curitiba está um caos e não explicam porque???.
    Esta é a pior administação dos ultimos anos, e para os admnistradores parece que está tudo bem.
    Ainda bem que este é um ano eleitoral e poderemos nos manisfestar através das urnas.
    Quem governou mal não tem voto tampouco seu apoio valerá de alguma coisa.

  2. antonio carlos Responder

    Não entendo o chororô deste povo todo, foram vocês que elegeram o Guga, agora aguentem. Não nos esqueçamos nunca, só temos o que merecemos.

  3. Sociedade Responde Responder

    Vergonha. Desrespeito. Entra político sai político e tudo continua na mesma. ** Quando é que essa gente vai respeitar o cidadão pagador de imposto? Também tem reclamação dos idosos da Ouvidor Pardinho com falta de remédio. ** E não adianta dizer que vão resolver em 15 dias. ** Tem é que não deixar faltar. É remédio de tratamento contínuo, sr. Fruet. ** Qualquer desculpa só mostra incapacidade do gestor público. Lamentável.

  4. Até hoje não tem em nenhuma unidade de saúde de Curitiba, omeprazol, enalapril, e outros medicações… pela nota da prefeitura fala que pode pegar pela farmácia popular, mas a receita só vale por 4 meses, e pra renovar a receita tem que passar por consulta, mas ai não tem médico

Comente