Uncategorized

Rumo a 2018?, por Merval Pereira

Do Merval Pereira, O Globo:

Ficar pelo menos 20 anos no poder tem sido o sonho de consumo dos partidos políticos brasileiros desde que PC Farias prognosticou que o governo Collor iniciaria uma saga dessa duração. Depois foi Serjão, o trator do PSDB, quem definiu que em 20 anos os tucanos transformariam a face do país, e fez-se a reeleição.

Hoje, o PT está mais próximo do que jamais estiveram os outros partidos de cumprir essa sina, e não é à toa que já se anuncia que Lula estaria disposto a voltar a se candidatar em 2018, dando como favas contadas a reeleição da presidente Dilma este ano.

De todos os partidos que estiveram em proeminência na política brasileira depois da redemocratização, o PT é sem dúvida o que montou a máquina política mais eficiente do ponto de vista eleitoral, não de gestão pública, e vem trabalhando com competência para atingir seu objetivo, sem que entre nesse julgamento qualquer valor ético ou moral.

Caberá à presidente Dilma, por esses azares que só a política sabe montar, a consolidação do projeto petista, logo ela que não é uma petista de raiz e não conseguiu capturar a alma dos petistas.

Caso se reeleja, como indicam as pesquisas, e o PT vença os governos estaduais em São Paulo e no Rio de Janeiro, por exemplo, estará aplainado o caminho para a afirmação da hegemonia petista por 20 anos ou mais.

Mais paradoxal ainda, Dilma poderá ser, por outro lado, a culpada pela interrupção da escalada no poder do PT, pois tem feito até o momento um governo mais que medíocre que abre às oposições, ampliadas pela defecção à esquerda do PSB de Eduardo Campos, a melhor chance dos últimos tempos de vencer as eleições de outubro.

Leia a íntegra em Rumo a 2018?

7 Comentários

  1. Parreiras Rodrigues Responder

    Infelizmente, assim será! Não por méritos de Dilma/Lula. Pelo contrário. Por causa da fragilidade e da incompetência da Oposição, mais na defensiva, mesmo quando lhe sobram motivos para cair de pau, arrasando, como no caso da “escala técnica” em Lisboa, por exemplo, dos investimentos em países africanos, sul-americanos e, por fim, o afrontoso feito em Cuba.

  2. Nós brasileiros não vamos deixar os corruptos e ladrões do PT continuar no Poder.
    Penso que até DEUS tá vendo.

  3. Será que o Brasil sobreviveria mais um mandato do PT????A inflação está ganhando força, e o juros elevando se gradativamente. Os gastos públicos fora de controle. O país está vulnerável, estamos sem comando qualitativo e principalmente alternativa para superar uma possível queda na demanda chinesa e EUA que ainda se recupera das turbulencias recentes. Qual a melhor saida para o Brasil? Como reduzir gastos e manter investimentos? Ter superávit para pagar os serviços da dívida….Quais dos presidentes estaria mais preparado para enfrentar os desafios? Em 12 anos de governo PT não há base forte para evolução sustentável e condições para superar o desequilíbrio fiscal.

  4. antonio carlos Responder

    O pestismo vai conseguir a façanha de ficar quase vinte anos no poder, quatro mandatos seguidos. E depois tchau tchau, nunca mais.

  5. Sociedade Responde Responder

    Lula é um jogador nato. E sabedor das dificuldades da presidente Dilma em ganhar a próxima eleição no primeiro turno, faz o jogo e aposta o seu próprio pescoço para a eleição de 2018. Isso é truque. ** Mas, convenhamos: e na eventualidade de Dilma, abonada por Lula, ganhar a eleição de outubro próximo, ainda tem outra agravante: ela precisará entregar o governo em alta conta junto aos brasileiros. ** Caso contrário, nem mesmo Lula terá a certeza de entrar naquele embate, em 2018, e levantar, pela terceira vez, a taça petista presidencial. ** O termômetro disso tudo, passa antes, pelo Carnaval e Copa do Mundo, dois eventos em que os brasileiros poderão se manifestar e sacudir a República. O xadrez está montado. Quem dará o cheque mate?

Comente