Uncategorized

Vicentinho retira projeto que proibia importação de livros e revistas

0706-vicentinho

Valeu a pressão da imprensa, blogs, redes sociais e das pessoas sensatas. O deputado Vicen­tinho (PT-SP) retirou o projeto de lei que proibia a importação de publicações gráficas por órgãos públicos brasileiros. Segundo o líder do PT na Câmara, a redação do projeto deu margem para “interpretações equivocadas”. Então tá. Só ele mesmo.

O petista disse que sua proposta pretendia apenas incentivar que as editoras brasileiras imprimissem seus produtos em gráficas nacionais. Em nota à imprensa, Vicentinho explicou que o projeto não se destinava a restringir a importação de publicações estrangeiras, e sim de publicações nacionais impressas no exterior. De acordo com o deputado, por causa da alta carga tributária sobre as gráficas nacionais, as editoras têm preferido, por razões econômicas, imprimir seus livros na Ásia, especialmente na China.

5 Comentários

  1. Esse tal de Vicentinho é o maior xarope da política brasileira. Não tendo opinião própria é facilmente engabelado pelo seus pares. E ainda acha que é esperto. Assim é composto o PT, um bando de alienados formando uma quadrilha digna das melhores festas juninas, nas penitenciais.

  2. NA CORDA BAMBA Responder

    Pela foto ficaria melhor se fotografassem uma ratazana em
    frente à bandeira do PT. Só um idiota como este cara poderia
    preocupar com um assunto como este.

  3. Sociedade Responde Responder

    Então porque esse deputado meia roda não fez um projeto baixando a carga tributária das gráficas no país? Pobre deputado.

  4. Vigilante do Portão Responder

    O próximo passo, sem dúvida, será a CENSURA aos livros que não se coadunem com as ideias obsoletas e obtusas da “thurma”.

    Hitler, em seu tempo, mandou queimar livros que divergiam do seu modo de governar.

Comente