Uncategorized

Juiz envia provas da Lava Jato para CPIs

S…RGIO FERNANDO MORO

O juiz Sérgio Moro, da 13ª Vara Federal de Curitiba, autorizou ontem a remessa de todas as provas recolhidas durante a operação Lava Jato que constam na ação penal sobre suposta lavagem de recursos desviados das obras de ampliação da refinaria Abreu e Lima, em Pernambuco, para as CPIs que investigam a Petrobras no Congresso Nacional. As informações são da Folha de Londrina.

Em seu despacho o magistrado aponta que “considerando que o compartilhamento irá instruir investigação criminal realizada pelo Congresso e de crimes apenados com reclusão (corrupção, peculato e lavagem, aparentemente) e que as provas colhidas neste feito e nos conexos podem servir eventualmente a outras investigações, não havendo ainda princípio da especialidade a impedir o compartilhamento das provas, é o caso de deferir o requerido”.

O pedido foi feito pelo presidente das comissões, senador Vital do Rêgo (PMDB-PB). No ofício encaminhado a Moro, o senador explica que os trabalhos das CPIs “investigam irregularidades envolvendo a Petrobras, ocorridas entre os anos de 2005 e 2014 e relacionadas à compra da Refinaria de Pasadena, no Texas (EUA); ao lançamento de plataformas inacabadas; ao pagamento de propina a funcionários da estatal; e ao superfaturamento na construção de refinarias”.

O ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa prestou depoimento na CPI do Senado em Brasília na última terça-feira e negou todas as acusações apontadas na operação Lava Jato. Um dia depois ele foi preso no Rio de Janeiro.

Prisões – Paulo Roberto Costa retornou à carceragem da Polícia Federal (PF) em Curitiba na quinta-feira, e Nelma Mitsue Kodama, uma das doleiras envolvidas no suposto mega esquema de lavagem de dinheiro, que estava na PF, foi transferida para a Penitenciária Feminina de Piraquara (PFP), na Região Metropolitana de Curitiba.

Treze pessoas envolvidas na Lava Jato seguem presas: Alberto Youssef, Paulo Roberto Costa, Raul Henrique Srour, Carlos Alberto Pereira da Costa e Luccas Pace Júnior na carceragem da PF; e Nelma Mitsue Kodama, André Catão de Miranda, André Luis Paula dos Santos, Carlos Habib Chater, Ediel Viana da Silva, Rene Luiz Pereira e Faiçal Mohamed Nacirdine, no Complexo Penal de Piraquara. Além disso, Maria de Fátima Stocker está presa pela Interpol, na Espanha; e Iara Galdino da Silva e Sleiman Nassim El Kobrossy estão foragidos.

1 Comentário

  1. O BRASIL,esta precisando de milhares de JUÍZES,como este Parabens.Derepente
    Chegamos ao final de um PAIS justo?

Comente