Uncategorized

Electrolux vai investir
R$ 250 milhões em nova fábrica na Lapa

A Electrolux, uma das marcas líderes do mercado de eletrodomésticos, oficializou nesta terça-feira (23), junto ao Governo do Paraná, o investimento de R$ 250 milhões para a construção da nova fábrica de refrigeradores no município da Lapa, Região Metropolitana de Curitiba. A formalização do investimento foi feita ao governador Beto Richa pelo vice-presidente de Operações da Electrolux, Ramez Chamma, durante evento no Palácio Iguaçu, em Curitiba.

O empreendimento é apoiado pelo governo estadual, por meio do Paraná Competitivo, programa de estímulo à industrialização do Estado. “É importante ressaltar que uma empresa do porte da Electrolux, uma das indústrias mais renomadas do mundo, acredita no Paraná e anuncia um novo investimento em nosso Estado”, afirmou o governador Beto Richa.

“Para a empresa é motivo de orgulho contribuir positivamente para o incentivo da economia local e o crescimento da região, gerando 800 empregos diretos e mais de 2 mil indiretos, além de novas oportunidades de negócios”, afirmou Chamma.

O executivo ressaltou ainda o apoio do Governo do Estado para a consolidação do novo empreendimento e afirmou que o Paraná é um local estratégico para a multinacional na América Latina. “Já temos em Curitiba a maior fábrica do mundo do Grupo Electrolux e agora, com a nova unidade, o Paraná vai se consolidar como o polo de refrigeração do Brasil e um dos maiores do mundo”, disse.

“A Electrolux, multinacional sueca de eletrodomésticos que está no Brasil desde 1926, é hoje uma das marcas líderes de mercado com cinco fábricas no Brasil e mais de 13.600 funcionários diretos e indiretos”, disse ele.

Para a prefeita da Lapa, Leila Klenk, o empreendimento beneficia não só o município como também toda a área sul-metropolitana do Estado. “Essa fábrica marca o início de um grande desenvolvimento para nossa região, que vai gerar emprego e renda para nossa população”, afirmou. “Com esse empreendimento, vamos mostrar que a Lapa é também um polo de infraestrutura e industrialização no Paraná”, completou.

MAIOR EXPANSÃO – Beto Richa afirmou que o Paraná vive o maior ciclo de expansão industrial de sua história. “O Estado voltou à rota dos grandes investidores, a partir da política adotada pelo Governo do Estado, com diálogo com os empreendedores e segurança jurídica. “Fizemos o programa Paraná Competitivo com planejamento, organização, estrategicamente desenhado para disseminar os investimentos em todo o Estado e, assim, garantir empregos, oportunidades para todos os paranaenses”, disse. “Do total de investimentos já consolidados, 75% estão no interior.”

INÍCIO DA ATIVIDADE – Com previsão para iniciar atividades em 2016, a construção do empreendimento deve se iniciar em dezembro deste ano. A fábrica da Lapa deve produzir cerca de 800 mil produtos por ano, entre refrigeradores e outros itens da linha branca, chegando a um faturamento bruto anual incremental de mais de R$ 780 milhões. A Electrolux prevê ainda, numa segunda fase, a ampliação da capacidade produtiva da planta.

ELECTROLUX – Presente no Brasil desde a década de 1950, a nova fábrica será a terceira unidade da multinacional sueca no Paraná e a primeira fora da capital.

A Electrolux possui ainda outras três unidades fabris nas cidades de São Carlos (SP) e Manaus (AM). As cinco indústrias são responsáveis pelo abastecimento do mercado nacional e dos países da América Latina e geram cerca de 13.600 empregos diretos e indiretos.

Com presença direta em 150 países, o Grupo Electrolux incorpora grandes marcas internacionais eletrodomésticos, como AEG, Zanussi, Frigidaire, White Westinghouse e Eureka.

PRESENÇAS – Participaram da solenidade o secretário da Indústria, Comércio e Assuntos do Mercosul, Horácio Monteschio, o vice-prefeito da Lapa, Ruy Suplicy Wiedmer, e o deputado estadual Elio Rush.

1 Comentário

Comente