Uncategorized

Pela primeira vez, projeção para o PIB cai para menos de 1%

Para os analistas ouvidos pelo Banco Central, a produção industrial – único indicador que compõe o PIB citado na pesquisa – deve encerrar o ano com retração de 1,15%

Da Agência O Globo:

Economistas do mercado financeiro reduziram pela oitava semana consecutiva a previsão para o crescimento da economia brasileira neste ano. A mediana das projeções do boletim Focus, divulgado nesta segunda-feira pelo Banco Central, indica aumento de apenas 0,97% do Produto Interno Bruto (PIB, soma de bens e serviços produzidos no país) em 2014. Já a expectativa para o ano que vem está estável há três semanas, em 1,5%.

Para os analistas ouvidos pelo BC, a produção industrial – único indicador que compõe o PIB citado na pesquisa – deve encerrar o ano com retração de 1,15%. Na semana passada, a mediana das projeções era de queda de 0,9%.

Em relação à inflação, os analistas estão mais otimistas. Segundo o relatório destas segunda, eles esperam que o IPCA, índice que meda a alta de preços oficial no país, feche o ano em 6,44%, patamar menor que os 6,48% indicados na semana passada, mas ainda próximo ao teto da meta do governo, que é de 6,5%.

3 Comentários

  1. Vigilante do Portão Responder

    Está clara a intenção do governo Dilma:

    SACRIFICAR o crescimento.
    Aliviando a INFLAÇÃO.

    Explico:

    MENOS CRESCIMENTO, significa, em ECONOMIA, MENOR CONSUMO e + ESTOQUES.

    Com isso, imaginam os “çábios”, que a INFLAÇÃO vai diminuir.

    Estão certos.

    Pena que NÃO CONTAM ISSO PARA O POVÃO.

    Ao contrário, Dilma, desde antes de assumir, PROMETE CRESCIMENTO DURADOURO.

    Lembro das críticas ao FHC, considerado pouco arrojado.
    Pois é, Dilma vai entregar o bastão, com o MENOR CRESCIMENTO do período Republicano.

    Os marqueteiros consideram que a INFLAÇÃO pesa mais no voto.

    Inflação de 8%, pesa MUITO mais, quando comparada com crescimento de 2%.

    Melhor crescer 0,8 com inflação de 5,7.

    Mais,

    O governo ESGOTOU a “mala”de bondades:
    Não adianta aumentar Juros;
    Não adianta liberar + crédito;
    Não adianta promover cortes cirúrgicos direcionados de Tributos.

  2. Vigilante do Portão Responder

    Aliás, guardem esses números:

    INFLAÇÃO de 2014: 5,7%

    PIB de 2014 : 0,83%

    Caso acerte, mesmo não tendo o hábito, vou fazer uma “cartela” de loteria.

Comente