Uncategorized

Beto Richa reafirma compromisso com gestão pública e anuncia corte de mais três secretarias

beto richa futuro gif

Em sabatina no Fórum Permanente Futuro 10 Paraná nesta quinta-feira (7) em Curitiba, o governador Beto Richa (PSDB) afirmou que, nos próximos quatro anos, vai avançar ainda mais na melhoria da gestão pública e de políticas para atração de investimentos que geram emprego e renda.

Beto Richa anunciou que vai extinguir mais três secretarias de Estado. Em setembro de 2013, quatro secretarias foram extintas, junto com o corte de 1.000 cargos em comissão. “Vamos economizar e ampliar os investimentos. Vamos dar continuidade a uma gestão pública de qualidade que privilegia a meritocracia entre os servidores”, afirmou Beto.

A estrutura do Governo do Paraná conta atualmente com 19 secretárias. Oito são administradas por servidores de carreira do Estado. Beto Richa disse ainda que vai ampliar os contratos de gestão. “Ferramentas modernas que tornam a máquina pública mais eficiente”, afirmou ele.

O governador citou levantamento do IBGE que mostra que o Paraná é o Estado com o menor número de cargos comissionados em relação ao de servidores efetivos. Em 2013, o Paraná reduziu comissionados em 34%, ao cortar mil cargos. A sabatina reuniu cerca de 150 lideranças de diversos setores para ouvir os três candidatos a governador.

Richa foi o candidato mais convincente e que teve as propostas mais bem avaliadas pelos empresários paranaenses para o desenvolvimento econômico e social do Paraná. O governador recebeu um documento da entidade com as onze diretrizes propostas para o desenvolvimento do Paraná. O grupo classificou quatro pontos prioritários: infraestrutura, inovação, educação e gestão pública.

MELHOR PARA INVESTIR – O governador Beto Richa defendeu que o Paraná hoje é o melhor lugar para investimento porque tem diálogo, respeito, trabalho e segurança jurídica. “Temos números que nos orgulham muito. Posso assegurar que em todas as áreas da administração, e podem comparar, em três anos e meio de governo fizemos mais do que nos oito anos de governo anterior.

Richa citou a industrialização. “Antes as empresas iam embora do Paraná, temerosas pelos maus tratos do governo anterior, por falta de programas de atração de investimentos, falta de diálogo, de segurança jurídica. Hoje, é o maior ciclo industrial da nossa história”, ressaltou. Em três anos e meio, atraímos R$ 35 bilhões em investimentos privados com a geração de 180 mil empregos diretos e indiretos. O governador citou indicadores de entidades internacionais e nacionais que mostram que o Paraná tem o melhor ambiente para o setor produtivo.

Um dos motivos para esse novo ciclo industrial é a infraestrutura que o Paraná oferece. O Estado investe R$ 4,9 bilhões na melhoria das estradas, ferrovias, porto e aeroportos. Richa conseguiu fazer com que as concessionárias de pedágio voltassem a investir em obras no Paraná. Com isso, hoje são mais de 276 quilômetros de rodovias em duplicação. Richa também comentou sobre os portos paranaenses. “Acabamos com as filas no Porto de Paranaguá com uma gestão ética e eficiente. Tiramos o porto das páginas policiais e o transformamos em exemplo para o Brasil”, disse.

Beto citou o projeto de construção de um ramal ferroviário ligando o Mato Grosso do Sul ao Porto de Paranaguá. “Estava parado por falta de vontade política do ex-governador. Tiramos do papel e fizemos o governo federal entender que essa era a melhor opção para a região”, disse. Ele lembrou que a proposta inicial da União era uma ferrovia que cortava o Paraná levando a produção para Santa Catarina.

INOVAÇÃO – Rogério Mainardes, coordenador do Comitê Executivo do Fórum Futuro 10, abriu a palestra agradecendo o governador Beto Richa pelo apoio à entidade e pela criação da Lei de Inovação. “Uma das melhores legislações vigentes no Brasil”, classificou. Beto Richa disse que a Lei de Inovação é apresentada por especialistas como referência nacional. “A pesquisa e inovação são fundamentais para melhorar o futuro e contribuir para o desenvolvimento do Estado”. Richa disse que investiu R$ 2,7 bilhões nas universidades e reforçou a estrutura do Tecpar.

EDUCAÇÃO – Além dessas áreas, Beto Richa apresentou um balanço da gestão na área de segurança, saúde e educação. Richa disse que fez 3 mil obras em escolas, contratou 17 mil professores e deu aumento de 60% para os profissionais da educação. Ele afirmou que na próxima gestão vai dar atenção especial para educação profissionalizante. Em três anos e meio, foram construídos 18 Centros Estaduais Profissionalizantes garantindo ensino para 20 mil jovens.

Ele finalizou a apresentação colocando o Estado à disposição do setor produtivo e pedindo a confiança dos paraenses. “Hoje, vocês têm um forte aliado para redução do custo de produção e tornando nossas empresas mais competitivas. E tenham certeza que o melhor ainda está por vir. Temos a esperança de restabelecer a boa parceria republicada com eleição do Aécio Neves presidente”, disse.

Comente