Uncategorized

‘Feliz é a nação cujo Deus é o senhor’, diz Dilma, em encontro com evangélicas

dilma o globo

De Tatiana Farah, O Globo:

Com um discurso marcado por referências bíblicas, a presidente Dilma Rousseff pediu nesta sexta-feira votos e orações às fiéis reunidas no congresso nacional de mulheres da Assembleia de Deus, em São Paulo. A presidente agradou a igreja ao dizer que reconhecia o trabalho das Assembleias de Deus pelo país. O gesto despertou declarações do presidente vitalício da Assembleia, Manuel Ferreira, e do presidente da igreja no Brás, Samuel Ferreira.

— Eu acredito naqueles que creem, acredito no poder de oração. Na Bíblia está escrito que a oração de um justo pode muito em seus efeitos. Quando voltarem aos seus estados não esqueçam de orar por mim, estarei contando muito com isso. Todos os dirigentes deste país dependem do voto do povo e da graça de Deus, eu também — disse Dilma.

Com a declaração de Dilma, Manoel Ferreira disse estar com a “alma lavada”:

— Eu nunca ouvi antes um presidente reconhecer o trabalho das Assembleias de Deus. Nem Lula, que é meu amigo. Ele reconhece, mas nunca falou — disse Manoel, que é líder máximo da Assembleia.

Além do ministro Gilberto Carvalho, da Secretaria Geral da Presidência, Dilma estava acompanhada do governador do Distrito Federal, Agnelo Queiroz, e do deputado Geraldo Magela (PT-DF), ambos próximos da comunidade evangélica.

— O Estado brasileiro é laico, mas, citando o salmo de Davi, eu queria dizer que feliz é a nação cujo Deus é o senhor — disse Dilma, que completou:

— Reconheço a autoridade e a qualidade do trabalho prestado ao longo de 103 anos da Igreja Assembleia de Deus em todos os estados, em todos os rincões.

Petista foge de temas polêmicos

Falando dos programas sociais e com reiterados elogios à defesa da família feita pelos evangélicos, Dilma escapou de temas polêmicos como aborto e homossexualidade, que lhe custaram crise com religiosos nas eleições de 2010.

Integrante da Assembleia de Deus, o líder do PMDB na Câmara, Eduardo Cunha (RJ), tentou colocar a polêmica na pauta, discursando antes da presidente. Ele disse que, a pedido da bancada evangélica, a presidente cancelou a portaria 415, que regulamentava o atendimento pelo SUS aos casos de aborto legal, e defendeu que os pastores tenham o direito de pregar que a “homossexualismo é pecado”.

Os líderes da Assembleia, no entanto, evitaram retomar o assunto. Segundo participantes do encontro, as evangélicas foram orientadas a receber bem a presidente, sob pena de manchar a imagem da igreja.

— Se um dia senhora não for aplaudida, lembre que há um povo que lhe aplaude e faz isso direito — disse Samuel Ferreira, presidente da Assembleia no Brás, principal templo da igreja em São Paulo.

O pastor pediu que o público homenageasse a presidente com uma canção. A escolhida foi “Mulheres Guerreiras”, cuja letra dizia: “Como pode estar quieta se o Senhor deu uma ordem contra os seus inimigos. Deus vai pelejar”. Enquanto cantavam, as mulheres agitavam lenços coloridos.

Samuel pediu que as fieis rezassem por Dilma e, na oração, foi lembrado ainda o ex-presidente Lula. Um dos candidatos a presidente, o Pastor Everaldo (PSC), é da Assembleia de Deus.

Foto: Marcos Alves / Agência O Globo

21 Comentários

  1. Quanta falsidade, por ela não vai visitar o Pastor Silas Malafaia, garanto que não terá essa recepção.

  2. Que horror, agora a presidanta até fala em Deus, será que ela estava se referindo a ela mesma? E mais triste ainda é ver o povo evangélico sendo conduzido ao abismo pelos seus pastores. É o horror, estamos vivendo o Apocalypse Now.

  3. NA CORDA BAMBA Responder

    Lembrar de Deus na hora da eleição é a maior falsidade que
    uma política pode ter. É como um moribundo lembrar que
    deus existe na beira da morte. Haja coração…

  4. Pastor quer verbas de dinheiro sujo,mas o JUIZ e DEUS,ele e que vai condenar tanta ipocresia,para quem e a favor de abortos,matar a criança antes do nascimento,como ela nao tem como de defender????,Brasil nao agüenta mis estas barbaridades

  5. MAS E CARA DE PAU ESTA DILMA E A FAVOR DO ABORTO E VAI VISITAR EVANGELICOS A DILMA TEM QUE PEDIR PERDÃO AO POVO BRASILEIRO E CAI FORA

  6. Moisés Fróes Responder

    Feliz a Nação que não tem e nem venha ter os corruptos do PT.
    Fora PT.
    Fora Lula.
    Fora Dilma.

  7. Independente de qual religião se professe, importante lembrar que “Não se pode servir a DEUS e a mamon”. Se os políticos exercessem seus mandatos com a dignidade que o cargo que lhes foi emprestado merece, certamente não precisariam apelar tanto às vésperas de uma eleição. Que vergonha, ou melhor, que falta de vergonha na cara!

  8. Sargento Tainha Responder

    Levei tanto calote de crente de Assembleia em meus trabalhos, que desconfio a que “deus,” eles se referem! Ao “deus” deste Mundo(satã), segundo a biblia ou ao verdadeiro Deus, o Elohim dos Elohais! O criados de todas as coisas!

  9. A única que não é culpada nesta historia e as “presidenta” ,pois se ate la ela foi e se na frente de todos falou ,foi por que foi convidada ,então se querem culpar alguém culpem os pastores que se envolvem com os políticos.

  10. Não esqueça Pastor Manoel,q o diabo é astuto,me admiro muito o senhor deixar-se ser enganado por uma impia, e não esqueça pastor,q nos temos um candidato; e com essa declaração eu entendo q tu não só vai votar nela como vai apoia-la, e automaticamente, estará apoiando o aborto,os corruptos e os gays. Estou muito decepcionado com o senhor, se o senhor continuar apoiando ela,acho q vou mudar de denominação.

  11. Ela fez um acordo político com estas Igrejas que estão apoiando ela, este acordo significou muita coisa, muito dinheiro, concessões, benefícios e tudo o mais. E aí vão falar de Deus quando na verdade deveria falar dos seus pecados, todo mundo sabe a verdade

  12. MENSALEIRO JÚNIOR Responder

    Tem certeza que o cenário é uma igreja ? pela aparência das personagens parece mais um congresso de bruxaria,só estão faltando as vassouras.

Comente