Uncategorized

A FIEP não pode discriminar candidatos, diz Tulio Bandeira

unnamed

A Federação da Indústria e Comércio do Paraná (FIEP) vai promover, na próxima semana, dois eventos separando os candidatos ao Governo do Estado. No primeiro dia (terça-feira, 19) a instituição promove debate com aqueles que considera como “os três principais”, deixando os demais para um café da manhã no dia 21 (quinta-feira).

“Não podemos aceitar esta discriminação”, diz o advogado Tulio Bandeira, candidato do PTC ao Governo do Estado. “O (Edson) Campagnolo, presidente da FIEP, quer separar os candidatos e usa como parâmetro sua própria avaliação de quem são os principais”, afirmou. Esta segregação, segundo Tulio Bandeira, não irá ocorrer nem mesmo nos debates de televisão.

No café da manhã programado pela FIEP, cada candidato terá apenas 15 minutos para falar de suas propostas, sem no entanto terem oportunidade de aprofundar as discussões sobre os grandes temas de interesse dos paranaenses. Não é a primeira vez que Campagnolo dá demonstração de “bajulador” e “antidemocrático”, na corrida ao Palácio Iguaçu.

Tulio Bandeira lembra que no final de julho, ao receber uma homenagem da Associação Comercial, o presidente da FIEP causou constrangimento ao declarar publicamente que o Paraná tem apenas três candidatos ao Governo do Estado, ignorando os demais postulantes.

“Foi uma postura mais do que antidemocrática, foi uma bajulação constrangedora, mas é o esperado de um dirigente que nunca teve pulso para atender e defender os interesses da classe a que representa”, disse Tulio Bandeira. E completou: ” Infelizmente, os empresários do Paraná perecem a mercê das iniciativas que interessam apenas ao governo, enquanto o presidente de sua entidade bajula políticos e governantes”.

Legenda
Túlio Bandeira: “A FIEP não pode simplesmente discriminar os candidatos ao Governo do Estado”

1 Comentário

  1. A Fiep é, nos dias de hoje, um promontório apagado e inerte, na avenida das Torres. Sem liderança, amorfa e tímida, jaz como uma instituição moribunda. O brilho dos tempos de outrora da Fiep ficaram nas calendas e a mediocridade tomou conta do lugar.

Comente