Uncategorized

O mistério na Faculdade de Direito da UFPR

De Luiz Geraldo Mazza, na Folha de Londrina

A Faculdade de Direito da Universidade Federal obteve medida liminar para proibir o MEC de detalhar as 17 deficiências detectadas que podem levar, como aconteceu com o curso de jornalismo, à interdição dos vestibulares. Ganha tempo, mas não ganha a causa. Advogados devem ser os maiores interessados na transparência, cujo portal parece algo maldito que não esclarece: se me decifrares, eu te devoro.

4 Comentários

  1. O mesmo procedimento o MEC deve adotar no que se refere aos cursos de Ciências Sociais, em especial Letras. O curso está totalmente abandonado chegando ao ponto de os professores perguntarem aos alunos porque estão fazendo esse curso, que não dá base e futuro prá ninguém. Os professores não vão dar aulas, não estão nem aí para o curso. Pensam apenas em si mesmos, fazendo cursos no exterior bancados pela Universidade e sem qualquer retorno a mesma. Isso mostra outra face da Universidade Federal do Paraná, a incompetência da sua administração, em especial do Sr. Reitor.

  2. A centenária corre célere na busca do seu total descrédito. Começou pelo curso de Jornalismo, agora é o de Direito e já anunciam mais um, o de Ciências Sociais. Será que para por aí ou tem mais? Não entendi até agora o silêncio do DCE, eles concordam com tamanho descalabro na centenária, ou são da turma do quanto pior melhor? Depois que começar a pegar fogo no circo fica mais difícil de apaga-lo

  3. Cap. Nascimento Responder

    É triste constatar a situação da UFPR…com certeza temos uma boa dose de incompetência nos fatos que estão ocorrendo…tá na hora deste pessoal passar a administração para o sangue novo que pede passagem…chega dos mesmos!!!

Comente