Uncategorized

Na Gazeta do Povo, Requião acha normal acumular salário de senador com aposentadoria

requiao aposentadoria

A Gazeta do Povo questionou hoje (terça-feira, 26) os três principais candidatos – Beto Richa (PSDB), Gleisi Hoffmann (PT) e Roberto Requião (PMDB) – sobre o pagamento de aposentadorias para ex-governadores. Requião, que recebe o benefício, é favorável ao pagamento vitalício de R$ 29 mil mensais. Beto Richa entende que só os ex-governadores que ocuparam o cargo antes de 1988 têm direito ao pagamento e Gleisi defende o pagamento, mas é contrária à acumulação de benefícios – o caso de Requião. Juntos, acumulados os salários de senador e a aposentadoria, a renda mensal de Requião chega a R$ 58 mil mensais.

Requião não tem o que reclamar da vida. Em abril, o Governo do Paraná depositou em sua conta, R$ 499,13 mil em retroativos da ‘aposentadoria’ como governador entre maio de 2011 e agosto de 2012. O benefício fora suspenso em maio de 2011 e Requião acionou a justiça e por liminar o dinheiro voltou a ser depositado mensalmente a partir de setembro de 2012. Em segundo movimento, Requião, através de decisão do Tribunal de Justiça, conseguiu receber os 16 meses em que a aposentadoria não foi depositada. Entre julho de 2010 até julho deste ano (2014), Requião já recebeu R$ 1,42 milhão (valores corrigidos) de aposentadoria.

Entre outubro de 2010 e abril de 2011, Requião recebeu R$ 24,1 mil mensais como aposentado. Recebeu ainda um retroativo – no valor de R$ 72,3 mil – referente a julho/setembro de 2010. São R$ 241,1 mil no período. Entre maio de 2011 a agosto de 2012, os retroativos da suspensão da aposentadoria somaram R$ 499,1 mil. E de setembro de 2012 até abril de 2014, foram mais R$ 540,07 mil. Os aposentados, como Requião, recebem ainda o 13º salário (foram quatro pagamentos até agora).

Em um terceiro movimento, Requião pretendia do Governo do Paraná, o pagamento de multas de suas pendengas judiciais. Em uma delas, o Tribunal de Justiça disse não. Acionado pelo ministro Paulo Bernardo (Comunicações), o TJ-PR manteve a decisão que condenou Requião a pagar R$ 75 mil, em valores atualizados, de indenização por danos morais ao ministro. Requião tentou jogar a conta para o Estado pagar, alegando que fez a declaração como governador, e não como pessoa física.

8 Comentários

  1. VERGONHA,dai as barbaridades,uns nada outros entre eles o REQUIAO,Isto e uma barbaridade,BARBARIDADE,ainda quer mais,,,,,,pelo bem do povo,,,,,

  2. O SUJEITO AFIRMA QUE É COMUNISTA MAS RECEBE 60 MIL REAIS POR MÊS DO SUADO DINHEIRO PAGO PELOS CONTRIBUINTES.COMO PODE TER GENTE QUE AINDA VOTA NESSE CIDADÃO?
    COMUNISTA QUE GOSTA DE FREQUENTAR O SHOPPING PÁTIO BATEL…

  3. deveria defender que as aposentadorias de politicos assim como eles defendem as do INSS

  4. Ademir Luiz Stormoski Responder

    Este indivíduo não tem nenhuma sensibilidade com o sofrimento dos menos favorecidos que ele tanto propaga em suas campanhas eleitorais, dinheiro este que poderia ser usado para a saúde e educação. Fora Requião !

  5. Este Requião acha normal acumular aposentadorias, contratação de familiares, aquisição de cavalos com dinheiro público, comer mamonas, contratar agitadores via Funpar….isto é o que dá ser Atleticano…….

  6. João Alberto Lopes Gouveia Responder

    Pergunta pra ele, Roberto Requião, se ele está disposto a ficar apenas como salário de senador ? O que já é muito alto neste país, que Deus colocou aqui gente deste tipo, tão somente para pagarmos os nossos pecados. Um povo analfabeto e com um sistema educacional extremamente ruim. Por isto temos no poder gente como ele, lula, Romero Juca, Renan, pandilha, gato angorá e tantos outros..

Comente