Uncategorized

As Bolsas Plebiscito de Dilma e Marina

SP, 26/08/2014 - Eleições 2014 / Presidente / Debate
Elio Gaspari, O Globo

Marina Silva merece todos os aplausos. Anunciou em seu programa o que pretende fazer se for eleita. Ela quer criar uma “democracia de alta intensidade”. O que é isso, não se sabe. Lendo-a vê-se que, sob o guarda-chuva de uma expressão bonita — “democracia direta” — deseja uma nova ordem constitucional.

Apontando mazelas do sistema eleitoral vigente, propõe outro, plebiscitário, com coisas assim: “Os instrumentos de participação — mecanismos de participação da democracia representativa, como plebiscitos e consultas populares, conselhos sociais ou de gestão de políticas públicas, orçamento democrático, conferências temáticas e de segmentos específicos — se destinam a melhorar a qualidade da democracia”.

Marina parte da premissa de que “o atual modelo de democracia (está) em evidente crise”. Falta provar que esteja em crise evidente uma democracia na qual elegeu-se senadora, foi ministra e, em poucas semanas, tornou-se virtual favorita numa eleição presidencial.

Ela diz que nesse país em crise “a representação não se dá de forma equilibrada, excluindo grupos inteiros de cidadãos, como indígenas, negros, quilombolas e mulheres”. Isso numa eleição que, hoje, as duas favoritas são mulheres, uma delas autodefinida como negra.

4 Comentários

  1. O Brasil bem merece. Em tempos de desencanto e depressão elegeu Jânio e Collor. Agora vai eleger Marina, a messias, a mensageira do apocalipse. Este povo pode se orgulhar de sua sabedoria. Sorte do mundo, porque ser liderado por um Brasil sábio seria o fim do mundo.

  2. Se a candidata quer mesmo mudar o Brasil como fala, as mudanças precisam começar já em 2015, quanto mais as mudanças são adiadas mais difíceis são de se conseguir alcança-las.

  3. O Brasil precisa de gerar mais empregos e estancar definiti-
    vamente esta roubalheira escancarada do PT. Se uma peque-
    na parte de tudo for cumprida o país caminha sozinho. Não
    precisa nem de governante !!!

  4. Abraham Lincoln também foi eleito presidente por um partido até então desconhecido. Talvez a Rede de Marina venha para o bem da nossa política, mas se não for assim, qual o problema? Afinal de contas ano passado foram criados mais 02 partidos na nossa querida República, e poucos se pronunciaram contra isso.

Comente