Uncategorized

Marina chama de ‘ilações’ denúncias contra Eduardo Campos

marina

A candidata do PSB à Presidência Marina Silva chamou de “ilação” a denúncia de envolvimento do nome do governador de Pernambuco Eduardo Campos no suposto esquema de desvio de dinheiro da Petrobras denunciado pelo ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa, após acordo de delação premiada. A informação foi publicada neste sábado pela revista “Veja”.

Segundo ela, o investimento da Petrobras no estado governado por Campos, que morreu em acidente aéreo no último dia 13, não daria direito de incluir o então candidato no rol dos que cometeram supostas “irregularidades”.


Cautelosa, Marina Silva declarou que vai aguardar as apurações dos “desmandos da Petrobras”. Para ela, cabe ao governo federal explicar a “má governança que ele fez na Petrobras, levando essa empresa que sempre foi exitosa e respeitada dentro e fora do Brasil a quase uma total falência”. A candidata devolveu ainda as declarações da presidente Dilma Rousseff sobre a suposta ideia da candidata do PSB de colocar a exploração da camada do pré-sal em segundo plano, caso seja eleita.

– Quem ameaça o pré-sal é a corrupção que está assolando a Petrobras – afirmou.

7 Comentários

  1. A candidata que não vá vestindo a carapuça assim tão facilmente, porque até agora nem os envolvidos se sentem ameaçados. O cara deve estar mentindo, aí denuncia todo mundo, de culpados à inocentes.

  2. José Henrique Responder

    Será que ela também não viu, não sabia?
    O avião até agora não explicou…
    A decepcionante Marina.

  3. Estranho! Marina, na defesa que fez de Eduardo Campos, disse: “Não podemos matá-lo duas vezes!” Então, pelo que entendi, ela acha que alguém, ou “alguéns”, MATARAM ele?!!! Quem? Quer dizer que não foi acidente?!!!!!

  4. Fernando Garcia Algarte Responder

    Para mim, essas declarações do ex-diretor da Petrobras, Paulo Roberto Costa, são cartas marcadas. Ele não teria coragem de vir a publico, fazer acusações sem que tivesse alguém lhe dando respaldo pelas costas. Falar hoje do Eduardo campos, é fácil, pois ele não esta aqui para se defender. Não fizeram essas denuncias quando ele estava vivo, porque, ele não oferecia perigo e as pesquisas eleitorais, mostravam ele, em terceiro lugar, com aproximadamente 10%, mais ou menos. Acusa-lo, talvez seja uma maneira de tentar baixar os números da candidata Marina, que, demonstra a condição de vencer as eleições. Posso até estar enganado, mas, daqui a pouco, vão dizer, que o único culpado pelo escândalo da Petrobras, é o Eduardo Campos. Afinal, como eu disse anteriormente, ele não esta vivo para se defender. ACORDA BRASIL.

  5. Do Interior.... Responder

    A Mulher melancia ( verde por fora e vermelha por dentro), antes de entrar em Brasília já defende os companheiros corruptos. É das entranhas do PT e não era pra ser diferente, defendendo os envolvidos do seu partido.
    Pelo menos o PSDB não faz isso!

  6. Vigilante do Portão Responder

    O José Henrique está certo.

    Ela não explicou o caso do avião.

    Toda “certinha”, Marina, me momento algum, teve a preocupação de indagar sobre o tal avião?

    Depois de saber, via imprensa (SIC), das maracutaias envolvendo o jatinho, ela desconversou.

    PERGUNTO:

    Ela PUNIU algum dirigente do partido?

    Quem, na agremiação, seria RESPOONSÁVEL por checar a lisura das doações?
    Quem deveria ter verificado se o avião estava em nome dos empresários que o emprestaram p/ Eduardo/Marina?

    Não consta, pelo menos que eu saiba, PUNIÇÃO para os “aspones”.

    Ela vai agir assim, caso seja eleita?
    Vai se omitir?

    Não tem nada de “NOVA POLÌTICA’.

    Copia o “modelito” da velha Política.

Comente