Uncategorized

Paraná cria 5.352 empregos com carteira assinada em agosto

O Paraná teve o segundo melhor desempenho da Região Sul na criação de empregos com carteira assinada no mês de agosto. O Estado teve um saldo de 5.352 empregos, o que representa um aumento de 0,19% em relação ao estoque de assalariados no mês de julho, segundo dados divulgados quinta-feira (11) pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho e Emprego.

Entre os estados brasileiros, o Paraná registrou o sétimo melhor desempenho. Na região Sul, Santa Catarina ficou em primeiro com a criação de (6.599) empregos e o Rio Grande do Sul teve decréscimo de (1.370) postos de trabalho.

SETORES – Os três setores que mais criaram empregos no Paraná em agosto foram Serviços, com 4.187 vagas; Comércio, com 1.333 postos de trabalho e a Construção Civil, com 96 vagas.

A Região Metropolitana de Curitiba registrou acréscimo de 660 empregos formais em relação ao mês anterior ou (+0,06%).
Os municípios que mais criaram postos de trabalho foram Curitiba, com 1.988 vagas; Cascavel com 782 novas vagas; Maringá, com 325 postos de trabalho; Guarapuava, com 243 empregos; Mandaguari, com 201 e Londrina, com 195 vagas.

ANO – Nos primeiros oito meses do ano, o Paraná teve acréscimo de 71.405 postos (+2,63%). Em termos absolutos, foi o melhor desempenho da Região Sul e o terceiro do país, atrás de São Paulo (236.488) e Minas Gerais (88.304).

BRASIL – Em agosto de 2014, foram gerados 101.425 postos de trabalho formais, o que representou um crescimento de 0,25% em relação ao estoque do mês anterior. Tal resultado mostra um melhor desempenho do mercado de trabalho formal quando comparado com os últimos três meses. Este comportamento é oriundo da interação de fatores conjunturais e sazonais.

O total de admissões no mês atingiu 1.748.818, e de desligamentos, 1.647.393. No acumulado do ano, verificou-se expansão de 1,85% no contingente de assalariados formais, equivalente ao acréscimo de 751.456 postos de trabalho. Nos últimos 12 meses, o incremento foi de 698.475 postos de trabalho, correspondendo à elevação de 1,72%.

3 Comentários

  1. É definitivamente, estou cada dia mais convicto da vitória do nosso governador Beto Richa 45. Agora no programa eleitoral vimos as ações do governo como a fomento Paraná exemplo mostrado aqui de Guarapuava, dá gosto em ver um programa sem ofensas mais sim de muito trabalho… Já o candidato Requiao hoje pra variar atacou nosso governador Beto 45, com propostas de presídios mostrando imagens fortes… Digo uma coisa pessoas de bem não precisa de presídios, mais sim de propostas de empregos como a fomento Paraná que incentiva as micro e pequenas empresas… Governo de bem é pensar no emprego pro pai de família e não no presídio. Agora é Beto Richa 45. Quem concorda com meu pensamento compartilha.

  2. sergio silvestre Responder

    Cuidado com programas hoolywodianos que com o passar do tempo o eleitor vai vendo exageros.
    Já comentei na eleição para prefeito que deveriam ter calma que um rocim poderia atropelar na reta de chegada.
    Quando se começa cedo a martelar a cabeça do cidadão,tudo tende a ficar monótono a medida que o tempo passa e as novidades da campanha vão caindo na mesmice.
    O Campana como grande articulador sabe disso,e me parece que as redes sociais estão entrando de sola na campanha dos oposicionistas.
    Não cantem vitoria antes do tempo,campanhas tem sim que ter um “elan’ alto ,mas um pouco de modéstia e uma dose de desconfiometro faz bem.

  3. Vigilante do Portão Responder

    Como assim?

    O Paraná, sem empréstimos do Governo Federal, sem ajuda, tendo, na fala da Gleisi, um governador PREGIÇOSO e ineficiente, criou mais vagas de trabalho, confrontado com o EFICIENTE e TRABALHADOR Tarso Genro, do PT, governador do RS?

    Deve estar havendo algum engano…

    O Engano, nesse caso é da Gleisi.

Comente