Uncategorized

Gazeta desmascara mentiras de Requião sobre a construção de hospitais

requiao hospitais

A Gazeta do Povo, na edição deste sábado (13), desmascarou mais uma série de mentiras do senador Roberto Requião (PMDB) sobre a propalada construção de 13 hospitais em duas passagens (2003-2010) pelo Governo do Paraná. “Requião não ‘construiu 13 hospitais do zero’, ao contrário do que tem divulgado”, diz a matéria do jornal de Carlos Guimarães Filho. “Na lista de 13 hospitais construídos divulgada por Requião consta uma unidade que não existe, outra inoperante até hoje, três municipais que o governo estadual ajudou com empréstimos e duas novas alas em espaços médicos que já existiam. Apenas seis hospitais foram realmente erguidos da estaca zero”, diz a reportagem.

Segundo o sindicato dos servidores da saúde, os seis hospitais construídos na era Requião apontavam algum tipo de problema estrutural e/ou dificuldade administrativa após a inauguração. “As estruturas não receberam a atenção e fiscalização que deveriam, além da falta de adequação sanitária. Também faltou planejamento posterior a inauguração para saber quantos trabalhadores seriam necessários e o custo de funcionamento”, afirma Elaine Rodella, diretora do SindSaúde. No Hospital Regional de Ponta Grossa, a obra foi executada de tal forma que as ­duas máquinas de autoclave – responsáveis pela esterilização – não funcionam até hoje porque o piso não suporta o peso.

A situação mais emblemática é o Hospital Regional de Quedas do Iguaçu, na cidade de mesmo nome, na região Oeste. De acordo com a prefeitura, o SindSaúde e a Secretaria de Estadual de Saúde, apesar da promessa, a obra nunca começou. Para piorar, o terreno onde seria a unidade, doado pelo órgão municipal, está invadido. Telêmaco Borba é outro exemplo de cidade sem o hospital prometido por Requião. Apesar de o prédio existir desde 2010, a unidade regional ainda não abriu as portas.

O senador também contabiliza duas alas como hospitais construídos. Em Londrina, Requião inaugurou o Centro de Tratamento de Queimados em 2007, ala que faz parte do Hospital Universitário. Em Paranavaí, o chamado Hospital Regional do Noroeste na verdade é um espaço que permitiu ampliar o número de leitos da Santa Casa.

Outros três hospitais que estão na conta do candidato do PMDB também não podem levar a insígnia de “100% governo estadual”. As unidades municipais, inclusive no nome, de Foz do Iguaçu, Araucária e Paranaguá receberam ajuda financeira para construção e compra de equipamentos. Na época, Requião destinou R$ 13,9 milhões para as obras e R$ 8,2 milhões para equipar as unidades.

14 Comentários

  1. Hugo chaves,das Arauricarias,Agredir,mentir,dicursos violentos,com alto timbre de voz, morreu o Hugo,o seu decipulo,esta agonizante, vai em Paz

  2. Parreiras Rodrigues Responder

    Mais: Os convênios para construção das clínicas da mulher e da criança funcionava assim: O prefeito dava o terreno arrumadinho, em local de visibilidade, aplainadinho, com água, luz. Ai, o governo do Estado erguia o prédio. De novo, entra o prefeito, coitado, para fazer funcionar a tal clínica, assumindo a contratação do pessoal todo, atendentes, enfermeiros, ginecologista, dentista.

    Igualzinho os convênios dos ônibus escolares, aqueles, os que ficaram estacionados meses na frente do palácio. O prefeito entrava com motorista especialmente treinado, com o seguro e a manutenção do veiculo.

    Prá quem conhece como vive uma prefeitura, um presente de “mui amigo”.

  3. Em Londrina pelo menos o prédio do hospital Zona Sul foi construido.
    Só qua para a inauguração, foram emprestados muitos móveis e computadores, né Jak?

  4. Sociedade Responde Responder

    E agora, Requião véio, como é que fica? Tão tacando o pau nas inverdades proferidas de boca cheia, mesmo sabendo que poderia ser desmascarado. Aí é pedir para apanhar, mesmo, não? ** Os fatos não mentem. Apenas comprovam o verdadeiro do falso. ** Será que a sociedade decente terá que conferir tudo que Requião diz que fez e não fez? ** Será que ele mentiu mais do que empreendeu pelo povo do Paraná nestas quatro décadas de carreira política? Triste, muito triste.

  5. Dormir no céu,e viver no PARAIZO,Senado,só mentira sonolencias,malandragens e o que o Hugo Chaves ds Araúcarias,sabe fazer,mas agora azucrinar os que Realmente trabalham,e comigo mesmo!!!!

  6. Requião iria criar o Banco Caixa do Paraná, estrada da Liberdade ( Curitiba / Ponta Grossa) sem pedágio e o PEDAGIO ABAIXA OU ACABA < este Senador Requião mente muito !!!

  7. Vigilante do Portão Responder

    E Mesmo assim (dos 6 construídos), ao entregar o governo, em 2010, havia falta de pessoal e de equipamentos.

    A propaganda enganosa, mostrava só a fachada dos hospitais.
    ERAM OCOS.

    Não repararam (ao tempo da propaganda) que não havia filas, nem movimento de pessoas?

    Não estavam atendendo.

    Hospitais FANTASMAS.

  8. O Requiao construiu hospitais 06 do 0 e beto quantos ou qual obra ele começou e conclui?

  9. Parreiras Rodrigues Responder

    Bocão: 6 para 44 dá diferença de 38. Já é uma puta mentira. Beto aparelhou e equipou hospitais sim, a divulgaçao do governo dele é que é fraca assim como os seus secretários não fazem o barulho necessário.
    Requião descia o pano duma placa de inauguração, da cancela da concessionária da Lapa e já gritava aos quatro ventos: Uma obra fantástica, a maior do mundo, abIsolutamente incomensurável, uma provada da , minha magnifica inteligência, o povo me adorará eternamente, não é meus áulicos? – assim por diante.

  10. Lamentável o tom da reportagem. Requião edificou o sonho da micro região de Telêmaco Borba em ter hospital publico.

Comente