Uncategorized

Doleiro Alberto Youssef é condenado a quatro anos de prisão

youssef condenado

Da Folha de S. Paulo:

O doleiro Alberto Youssef foi condenado nesta quarta-feira (17) a quatro anos e quatro meses de prisão por empréstimos fraudulentos que fez no Banestado, banco estatal do Paraná que fez uma série de operações ilegais com dólar nos anos 1990.

Youssef havia sido perdoado por esse crime no acordo de delação premiada que fez em 2004. Mas, como Youssef desrespeitou a promessa de não voltar a atuar no mercado paralelo de dólar, o processo foi reaberto em maio deste ano pelo juiz Sergio Moro, responsável pela operação Lava Jato. A ação penal havia sido instaurada em 2003.

É a primeira condenação do doleiro desde que ele foi preso em 17 de março deste ano pela Operação Lava Jato da Polícia Federal, sob acusação de comandar esquema de lavagem que teria movimentado R$ 10 bilhões.

Segundo decisão do juiz, a ação penal provou que o doleiro obteve um empréstimo em agosto de 1998 de US$1,5 milhão da agência do Banestado que fica nas Ilhas Cayman, no Caribe, depois de pagar US$ 131 mil de propina ao diretor de operações internacionais do banco. O empréstimo foi obtido pleo doleiro para uma importadora de carros, chama Jabur Toyopar.

O próprio Youssef confessou no acordo de delação que fez em 2014 que o US$1,5 milhão foi internado no Brasil pelo mercado paralelo, e não pelo Banco Central, como prevê a legistalação.

A propina foi paga porque o gerente sabia da ilegalidade da operação.

Ele foi absolvido da acusação de gestão fraudulenta de instituição financeira.

Cabe recurso à decisão do juiz.

Leia a reportagem completa da Folha aqui.

2 Comentários

  1. João da Silva Responder

    Este caso Banestado é o maior factoide criado na história! Aqueles que ficaram com o dinheiro e possivelmente foram delatados pelos poucos beneficiários do dinheiro e da delação arrolados nos autos, jamais foram expostos ao escrutínio público! Os banqueiros, inocentes de certa forma, foram punidos severamente e, o mais incrível, não se localizou nenhum tipo de ganho financeiro ou imóveis, etc, em nenhum dos casos, salvo exceção, o dos 2 ou 3 delatores! Farsa gigantesca! A condenação feita pelo dr Sérgio Moro, ignorou a defesa, ele esqueceu de colocar nos autos, nomes de quem ganhou o dinheiro, obteve inúmeras provas ilícitas, inclusive prendendo um que foi gravado por ameaçar a vida do já citado juiz! Condenou a todos sem ouvir a defesa, papo entre outros procuradores em restaurante….Sérgio Moro ganhou fama e cresceu de um modo injusto, num golpe…e o dinheiro nunca foi localizado! Agora cantam loas a este senhor, pois resolveu fazer justiça no caso Petrobras…oras, Youssef só fez o que fez pela irresponsabilidade, pela ganância, pela sanha de poder do juiz federal….ainda aventam o cargo no STF para ele, é para acabar! Youssef merece anos de cadeia….mas o advogado dele tem razão em buscar anular a citada condenação! O único jeito de condenar quem merece, é reabrir o caso Banestado, colocando nos autos os nomes delatados, encontrar o dinheiro e inocentar os inocentes que foram duramente punidos….mas mesmo assim, dificilmente este juiz vai escapar de ir parar no lixo da história! A verdade vai aparecendo, já existem muitos motivos para anularem todo o caso Banestado, inclusive indenizando todos os condenados e suas famílias e, também, para ser aberta uma investigação no CNJ a respeito do desembargador Sérgio Moro!

Comente