Uncategorized

‘Papel da imprensa não
é o de investigar e sim divulgar informações’,
diz Dilma

Foto: Givaldo Barbosa – O Globo dilma - foto o globo - givaldo barbosa

De O Globo:

A presidente Dilma Rousseff disse que vai pedir ao Supremo Tribunal Federal (STF) acesso ao depoimento do ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa dentro do processo em que ele é beneficiado pela delação premiada. Enfática, Dilma disse que “não é possível” a imprensa ter informações e que, como presidente da República, não pode tomar providências com base no “disse me disse”. A petista disse que vai fazer o pedido ao ministro Teori Zavascki, que é o relator do caso no STF. Para a candidata, o papel da imprensa “não é de investigar e sim de divulgar informações”.

A reação de Dilma ocorreu porque o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, negou acesso ao depoimento de Paulo Roberto Costa. Ela disse que não faz prejulgamentos e que, sem as informações oficiais, não pode “tomar providências”. Para Dilma, a impunidade é o maior mal do país atualmente.

— Pedirei ao ministro Teori a mesma coisa: quero ser informada se no governo tem alguém envolvido. Não tenho porque dizer que tem alguém envolvido, porque não reconheço na revista “Veja” e nem em nenhum órgão de imprensa o status que tem a PF, o MP e o Supremo. Não é função da imprensa fazer investigação e sim divulgar informações. Agora, ninguém diz que a informação é correta. Não prejulgo, mas também não faço outra coisa: não comprometo prova. Porque o câncer que tem nos processos de corrupção é que a gente investiga, investiga, investiga e ainda continua impune — disse Dilma, acrescentando:

— Não é possível que a revista “Veja” saiba de uma coisa e o governo não saiba quem é que está envolvido. Pedi primeiro para a PF, que me disse: não posso entregar, a investigação está em curso e peça ao MP. E o MP me disse a mesma coisa: se ele me disser, ele contamina a prova. Se ele me disser, ele contamina a prova.

E reiterou, irritada:

— Quando sai uma denúncia na “Veja” ou em qualquer outro jornal, eu não tomo medida, porque sou presidente da República, baseada no disse me disse. Tomo medida baseada inclusive naquilo que sou a favor, que é da investigação absoluta. Vamos deixar uma coisa clara aqui: Quem é que descobre as práticas de corrupção no Brasil? A PF. Porque a PF tem hoje uma autonomia integral para investigar quem quer que seja. No Sempre que vazam informações que estão em investigação, sabe o que acontece? Compromete-se a prova. O MP denuncia e não pode ser condenado, porque a prova foi comprometida. Não é possível que alguém queira que a fonte de investigação no Brasil não sejam os órgãos oficiais. E são PF, MP e Judiciário.

Para Dilma, os crimes ficam impunes no Brasil por causa do vazamento de informações.

— O que queria saber? Queria saber sim, para eu tomar providências. O que eles me dizem? Se entregar a prova para você, estarei comprometendo a investigação. Acho que nessa investigação, ela está sendo diferente. A própria revista Veja diz que o inquérito, os depoimentos, a delação estão criptografados e guardados num cofre. Isso significa que nenhuma das falas é garantida. Ninguém sabe o que é — disse a presidente, afirmando que tem um “imenso compromisso contra a impunidade”:

— O pai no sentido de protetor, o compadre do crime de corrupção, do crime de lavagem de dinheiro, do crime financeiro é um só: a impunidade. Pode saber que criar condições para (combater ) impunidade, é uma coisa que o país tem de avançar. Antes, tinha o engavetador- geral da república. Hoje, tem um procurador-geral da República que investiga e tem autonomia.

A presidente se irritou ao ser perguntada sobre a declaração de Paulo Roberto de que teria recebido R$ 1,5 milhão de propina no processo de compra da refinaria Pasadena. Ela já tinha encerrado a entrevista e voltou para falar sobre o assunto.

— Se você me disser para quem ele disse, quem disse e como é que disse, eu respondo. Recebo informações de juiz, de procurador e de delegado da PF. Sou a favor de investigar, nada colocar para debaixo do tapete. Acho que o maior mal atual é a impunidade. Se investiga, descobre o mal feito e não condena, cria a sensação de que não teve pena nenhuma. Sabe por que protege com a impunidade? Porque você não prende, não pune e só tem um jeito: tem que punir. Por isso é que se diz: tolerância zero — disse ela, irritada e falando enquanto caminhava na rampa interna do Palácio da Alvorada.

Dilma ainda criticou a especulação na Bolsa de Valores e no mercado financeiro com base no resultado de pesquisas eleitorais.

— Acho ótima a reação da Bolsa. Quando a Bolsa cai, eu falo: será que eu subi? Tá ficando ridículo isso. Especulação tem limite! E acho que tem gente ganhando com isso. Eu não sou, eu perco, tá? Acho desagradável o fato de acharem que uma coisa está vinculada à outra. Quando sobe, ou quando desce. Não comentei e não comento pesquisa nem quando sobe e nem quando desce. Nunca comentei na vida — disse, irônica.

15 Comentários

  1. Este papo furado só serve pra boi dormir e para, conforme Data Folha, 37% de eleitores tipo “me engana que eu gostio” .

  2. A presidenta está enganada, a imprensa tem entre outras atribuições o jornalismo investigativo. O papel da mídia é noticiar os acontecimentos e tornar público até aquilo que o governo considera secreto ou sigilo absoluto. A sociedade tem o direito de ser informada quer o governo goste ou não. Muitas denúncias e casos de corrupção só foram investigados pela PF ou MP porque a mídia tornou pública.

  3. Mírian Waleska Responder

    Mas é uma presidanta mesmo…
    É papel também da imprensa desvendar pontos obscuros da sociedade.
    Concordo com você Dieter!

  4. Ela tem razão em desqualificar a imprensa. Eles são covardes e merecem. Não teve nenhum grande jornalista, por exemplo, que retrucasse dizendo que aquele lugar em que ela estava, não é lugar de fazer campanha. Se ninguém notou, ali é o Palácio do Planalto, lugar do Presidente fazer pronunciamentos a Nação, e não de candidato fazer demagogia. Aquilo é propriedade do Estado e não do Partido do Trambique. Ela e o partido confundem as coisas e a “valente imprensa”, faz de conta que não vê. Bem feito!

  5. Vigilante do Portão Responder

    Quando ela e seus cúmplices, nos terríveis anos de chumbo, foram presos e torturados,

    A IMPRENSA (parte dela), mesmo não sendo seu PAPEL, INVESTIGOU, PUBLICOU, COBROU, DENUNCIOU PARA o MUNDO.

    Muitos jornalistas foram presos e torturados. Alguns foram expulsos do país e até mortos.

    Agora entendo:

    “NÃO ERA O PAPEL DA IMPRENSA”.

  6. Parreiras Rodrigues Responder

    Não acredito na existência de mínimo de inteligência numa pessoa que, como uma das primeiras atitudes tomadas ao assumir a presidência de um país cuja língua oficial é a Portuguesa, exige ser chamada de presidentE. Duvido da sensatez duma presidentE que afirma ser o o meio ambiente prejudicial ao desenvolvimento. Escondo a minha cara – ou os cacos dela, quando assisto a presidentE explicar aos brasileiros o roteiro e os motivos da alteração de rota de viagem internacional para pernoite em Lisboa, em hotel de 26.000, reais a diária. Pior, e prá terminar, se verdadeiros os índices de aprovação desse governo, cuja eleição ensejará a permanência do PT para, no mínimo, mais 12 anos, me coloco entre os pessimistas, e os que, ao contrário do que discursou Eduardo Campos, acreditam no Brasil. Alguém ai pode explicar como se vive nos EUA? A melhor e mais barata cidade para acolher um casal de aposentados?

  7. A que ponto a Presidente do Brasil chegou, ao dizer que tudo acontece por IMPUNIDADE. Quando a Dilma fala isso, é desmerecer o Poder Judiciário Brasileiro, e ela e seu PT que governam este País há 12 (doze) anos não tomaram nenhuma providência para “tentar” resolver esse impasse ou ao menos amenizar o problema, pois a IMPUNIDADE os beneficia, pois nem todos os culpados foram incluídos no MENSALÃO. Dilma, pelo amor aos meus familiares e amigos, não diga bobagem igual a esta: A imprensa não tem função investigativa e sim informatiza. Vá dizer besteira, pois o seu Dicionário de BESTEIROL está a cada dia crescendo. Ora, se uma revista como VEJA e outras de responsabilidade com os seus leitores trazem notícias envolvendo membros do GOVERNO FEDERAL.Que tal Presidente fazer uma investigação ou um processo disciplinar para apurar os fatos narrados? Quiçá “DÁ TRABALHO, algo que seu partido só tem no nome porque TRABALHO mesmo não vemos nesses 12 (doze) anos de desmandos políticos e de corrupção generalizada.

  8. O Compromisso imenso com a impunidade do governo petista é de NÃO PUNIR ninguém de seu partido e seus aliados. E se depender do STF sem o Joaquim Barbosa, aí é que ficamos no “mato sem cachorros”.

  9. é importante que a presidenta fale essa verdade pois tem muitas pessoas que fazem parte da mídia pensam que podem tudo e criaram e chamaram pra si um tal de imprensa investigativa que na realidade não existe.

  10. Do Interior.... Responder

    Quer saber o que falou para se precaver e inventar uma desculpa quando a bomba explodir.

    DiLLma, quando se diz a verdade, não há o que temer! Se está preocupada é porque tem cumplicidade na maracutaia.

  11. Esta teoria. E de Fidel Castro,Hugo Chaves e Lula e Dilma. Além de Cristina Kirster e o Cocaleiro da Bolívia. O ATRAZO, QUE ESTAS FIGURAS ESTAO CAUSANDO EM SEUS PAÍSES????????. Isto se pensou a 100 , anos atraz,e estes imbecis ainda querem implantar nos dias de hoje!!!

  12. O exemplo tem começar de cima, ou seja de quem era presidente do Brasil na época, de quem era a Ministra de Minas e Energia e de quem era a presidente do Conselho Administrativo da Petrobrás e na qual recebia um alto salário pelos dois cargos.
    Aliás, estou meio”esquecidinha” quem eram essa pessoas responsáveis pela Petrobrás, hein????????

  13. Dilma, foi presa no passado por ter participado do assalto à casa do governador Adhemar de Barros. Ela era assaltantA, então?

  14. isaias maurrici Responder

    A Dilma é igual ao seu padrinho e antecessor o Lulalá, não viu nada não sabe de nada e quando a imprensa não comprada pelo Planalto fala alguma coisa fica irritadinha,quem foi que disse que a imprensa não tem que investigar,Ora dona Dilma faça-me um favor se a imprensa não investigar e divulgar quem neste Desgoverno vai fazê-lo. Ninguém.

Comente