Uncategorized

‘Requiescat in pace’, Gleisi

gleisi pedriali

De José Pedriali:

Impressionante, inacreditável, espantoso, surrealista, espasmódico, tonitruante, acabrunhante. Sobram adjetivos, embora todos, somados, não sejam capazes de expressar com precisão o fracasso retumbante (opa, mais um!) da senadora e ex-ministra Gleisi Hoffmann na corrida pelo Palácio Iguaçu.

A ex-todo-poderosa chefe da Casa Civil, segundo posto na hierarquia do Executivo federal, e “soldada” do Planalto no Senado, está caminhando celeremente para o nanismo político. A grande aposta do PT em geral e de Lula em particular – ele esteve nos quatro (!) “lançamentos” da campanha dela, em Curitiba -, revelou-se um mico.

Gleisi Mico Hoffmann. Não exclamarei “rarara!” como faria o Macaco Simão, em respeito à dor que o abandono do eleitorado à sua proposta de “um Paraná melhor” (ou algo assim) deve estar lhe provocando. A dor causada pelo insuportável peso de não ser.

Ela começou muito mal a campanha e todo o marketing mirabolante levado ao ar, com o refinamento que somente o dinheiro farto pode proporcionar, só piorou as coisas. A pesquisa Ibope (*) divulgada ontem equivaleu à sentença de morte de seus sonhos.

Faltando duas semanas para a eleição, e eis o que o Ibope mostra: Gleisi Mico Hoffmann não apenas perdeu dois pontos preciosos – pontos transferidos para seu companheiro de ideário bolivariano Roberto Requião – como foi catapultada para o topo do pódio da rejeição!

Gleisi caiu de 14 para 12 pontos na intenção de votos e foi a 24 na rejeição. O dobro!

Burilada física, politica e marqueteiramente para encarnar o projeto de PT de avançar sobre os redutos tucanos, Gleisi transformou-se no mais rejeitado dos candidatos ao Palácio Iguaçu. Que traição do destino! Ela supera até o raivoso e coicento (economizarei adjetivos para poupar transtornos jurídicos) Requião, o colecionador de cavalos – e de tombos cavalares (vídeo disponível na internet mostra um, hilário!)

Faltam duas semanas para a eleição… quem sabe mais uns três ou quatro “lançamentos”, com a presença de Lula, Dilma, Zé Dirceu, André Vargas, Eduardo Gaievski e do maridão Paulo Bernardo – defenestrado de sua campanha logo depois de assumir sua coordenação -, desperte o eleitor para a inefável presença de Gleisi na disputa eleitoral…

Afinal, a esperança é a última que morre. E a data do seu sepultamento está determinada: 5 de outubro.

Antecipo-me, contudo, aos fatos, e expresso minhas condolências à finada e à sua enlutada famiglia petista:

Requiascat in pace, Gleisi

(*) O Ibope entrevistou 1.204 eleitores, em 67 municípios, entre 16 e 18 de setembro, por encomenda da Sociedade Rádio Emissora Paranaense S/A. A margem de erro é de três pontos percentuais, para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%. A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral com o número BR-00685/2014.

10 Comentários

  1. Parreiras Rodrigues Responder

    Num deles, Lula, O Falso, falou “popularmente” para a massa, para ex-militantes que agora cobram para fazer campanha. Fez o que mai sabe fazer, instigar a raiva, o ódio entre as classes. Depois reuniu-se com os pesos pesados da economia paranaense para, onde em lauto jantar numa chácara, onde foi servido até um carneiro comprado com dinheiro público e transportado também em veículo de prefeitura – segundo a lenda, passou o pires justamente para arrecadar os fundos necessários para a ex-militância voluntária e aguerrida, agora esperta e nem tanto desperta. Paga e não bufa – é o lema.

  2. Caro FÁBIO, o eleitor paranaense com sua conduta moderada, com visão conservadora e de colono do interior, percebeu o grande equívoco que foi em acreditar nos petistas medíocres, que não possuem nem eira e nem beira. O que importa é o trabalho duro na produção com produtividade. E isso essa gente não sabe o que é. O resultado do agronegócio é que está sustentando os gastos desmedidos com as cestas básicas. Dos assentamentos vem a população de petistas para invadir propriedades e interditar pedágios. Atenciosamente.

  3. É mesmo, não percebera o desatino da moça. Quem diria, a esperança do povo em 2010, e hoje – por seu péssimo trabalho no senado e na casa civil (secretaria particular de dilma) -, afunda na pesquisa e triunfa na rejeição….mas, é ruim de trabalho a moça? …RIP……….

  4. Parreiras Rodrigues Responder

    Paulo Bernardo interrompeu o período de “férias” para turbinar a eleição da esposa. Mas, desacorçoado (gostas de desacorçoado, Fábio) voltou para Brasília, para cumprir dois expedientes: um para atender os despachos (epa?) do seu ineficiente ministério, o outro, se dedica a limpar gavetas. Gleisi começa isso tudo dia 7, pois dia 6, baita enxaqueca.
    Imaginemo-la (gostas de imaginemo-la, Campana?) na Casa Civil, o pessoal em redor fazendo aquela mímica dos quatro dedos da mão, menos o polegar, enganchados na arcada dentária inferior e dizendo ki, ki, ki, ou tsk, tsk, tsk.

  5. A Senadora petista pensou que barrando os empréstimos ao Parana ganharia mais facilmente a eleição, o tiro saiu pela culatra, não vai ganhar agora e espero nunca mais ….

  6. Vigilante do Portão Responder

    Sinto PENA dessa moça.

    Vai acabar “perdendo” (em número de votos) para o Gomyde.

    OCA;
    Sem projetos;
    CHATA;
    VIL.

    Prefere tentar desconstruir adversários.
    Basta ver seus programas eleitorais.

    Poucas propostas (sérias).
    Não contei, vou ficar mais atento, quantas vezes a campanha dela (com os escudeiros do PT) falaram:

    O ATUAL GOVERNADOR…

    Foram muitas vezes, posso garantir.

    Não está adiantando,
    Só aumentam a rejeição.

    Aliás, nunca imaginei, nesses poucos anos que me restam, que algum candidato conseguisse a façanha de ganhar do Requião no quesito REJEIÇÃO.

    Pois é,

    A Gleisinha conseguiu.

  7. sergio silvestre Responder

    Então,um blogueiro que não aceita comentarios inteligentes,por saber que tem viés contrario a aquilo que prega e que discute com comentaristas quando suas opiniões são desfavoráveis,não aceita os meus em momento algum,só posso dizer que o Sr José Pedriali é um ditador travestido de jornalista.
    Sabemos que a politica é rasteira e que todos tem seus interesses para sobreviver,mas aqui neste blog em raras exceções meus comentarios contrários a linha de moderação são deletados.
    Usar um meio de comunicação parcial para ajudar candidatos tem seu lado comercial até para sobreviver.
    Advogados e jornalistas não podem ter lados e sim fazer seu trabalho de acordo com sua conveniência.
    Já o sr Pedriali e um exacerbado duble de jornalista,autoritario e parcial.

  8. Isso aí Fábio, nós já sabíamos desse fim, mas precisou vir as pesquisas para confirmar a ela e sua turma, o quanto rejeitada é a atitude de querer crescer diminuindo os outros. E ela que fique tendo pesadelos com financiamentos não concedidos.

  9. Essa aí, tem que respeitar o eleitor paranaense: queria ser SENADORA, o povo votou e elegeu…tem mais 4 anos de mandato para cumprir no SENADO e agora por PURA VAIDADE quer ser governadora, aliás ela não tá sozinha nessa CARA DE PAU. O “ESTORVO”… também tem mais 4 anos para cumprir lá no SENADO… Esses dois mais atrapalham o Paraná, do que ajudam!

Comente