Uncategorized

Novo Datafolha nesta semana

O Instituto Datafolha registrou na sexta-feira passada (19) uma nova pesquisa sobre as intenções de voto no Paraná (governo e Senado). Esta é a quarta rodada sobre intenções de voto com abrangência em todo o Estado. Contratada pela Folha de São Paulo e pela RPC TV, ao custo de R$ 81.415,38, a pesquisa vai entrevistar 1.344 eleitores em 51 cidades entre os dias 25 e 26 de setembro (quinta e sexta). Sob o registro PR-00039/2014 no TRE (Tribunal Regional Eleitoral), a margem de erro prevista é de 3% e o nível de confiança da pesquisa de 95%

6 Comentários

  1. A melhor pesquisa é aquela dos amigos dos vizinhos enfim do meio do povo e esta só da Béto Richa e a cada dia aumenta mais, quanto mais besteira o Requião fala mais o Béto sobe.

  2. Reinaldo Onofre Skalisz Responder

    Esta pesquisa é aquela que seria divulgada antes de entrevistar os eleitores, ou seja, seria divulgada no dia 24 de setembro e as entrevistas seriam nos dias 25 e 26 de setembro. A pesquisa real será na urna, como aconteceu com o Prefeito de Curitiba Gustavo Fruet. Páu nêles Requião.

  3. Parreiras Rodrigues Responder

    Reinaldo se refere a simples cochilo do redator, ou do revisor.
    O próprio juiz que mandou corrigir a falha, afirmou, no processo, que o erro não é fator impeditivo da publicação dos resultados da pesquisa.

    Por quê pau nêles, Requião? A grande maioria dos eleitores, dos mais sensatos, não são adeptos do “pau nêles”. Preferem o respeito, a educação, a civilidade. Preferem alguém no comando do governo que, conscientizado do erro, o corrija, e que não se coroe como dono da verdade, desprezando vozes, pensamentos e idéias contrárias.

  4. Parreiras Rodrigues Responder

    Quanto às pesquisas, embora seja consenso entre os institutos o primeiro lugar ocupado por Beto Richa – que assim seja, já está na hora das empresas, todas elas, Data, Ibope, etc, fazerem uma sondagem sobre as suas próprias credibilidades. Tão críveis são como os números e as situações decantadas pelo governo de Dilma.

Comente