Uncategorized

VoxPopuli / CartaCapital: Dilma 38%, Marina 25% e Aécio 17%

vox populi carta capital

Da Carta Capital:

A presidenta Dilma Rousseff (PT), candidata à reeleição, abriu 13 pontos de vantagem sobre Marina Silva (PSB) na disputa presidencial, segundo a nova rodada da pesquisa Vox Populi / CartaCapital. Dilma tem 38% das intenções de voto, contra 25% de Marina e 17% do terceiro colocado, Aécio Neves (PSDB). O Pastor Everaldo (PSC) tem 1% dos votos, enquanto os outros candidatos não pontuaram.

Na comparação com a pesquisa anterior, divulgada no dia 10, Dilma oscilou dois pontos para cima, de 36% para 38%, enquanto Marina caiu três –subiu de 28% para 25%. Assim como Dilma, Aécio também oscilou para cima dentro da margem de erro: foi de 15% para 17%. O número de eleitores indecisos variou de 13% para 11%, e o de votos nulos e em branco permaneceu inalterado, em 7%.

Na simulação de segundo turno, o empate técnico persiste, mas Dilma aparece numericamente à frente de Marina. A petista foi de 41% para 42%, enquanto a candidata do PSB passou de 42% para 41%. Em um eventual segundo turno com Aécio Neves, Dilma foi de 44% para 45% dos votos, enquanto o tucano foi de 36% para 37%.

O Vox Populi entrevistou 2 mil eleitores em 147 municípios de todas as regiões do País entre 23 e 24 de setembro. A pesquisa, registrada na Justiça Eleitoral sob o número BR-00757/2014, tem margem de erro de 2,2 pontos percentuais para cima ou para baixo

11 Comentários

  1. Campana, precisa esclarecer mais essa pesquisa. O mesmo Vox Populi divulgou na terça-feira uma pesquisa presidencial, só que feita para a Rede Record. Nessa pesquisa, também do Vox Populi, Dilma tinha vantagem de 18 pontos sobre Marina. Dilma tinha 40% e Marina 22%. Agora a diferença está em 13 pontos, Marina subiu, Dilma caiu e Aécio continua com 17%. Claro, tudo dentro da margem de erro, mas muito estranho… Reportagem do Infomoney mostra que em 2010 o Vox Populi dava Dilma eleita no primeiro turno, o que não ocorreu.

  2. Usar “presidenta” é garantia de que os indicadores serão boníssimos à defensora de terroristas.

  3. Parreiras Rodrigues Responder

    Quanto mais incompetência, mais corrupção, mais tendências manifestas rumo ao totalitarismo, mas o povo aprova a perrmanência do PT – futuros quatro anos de Dilma, mais inevitáveis oito de Lula. Vinte e quatro ao todo, para que bradava por alternância do poder como premissa maior da Democracia.
    Dai, muita gente desistindo Brasil, contrariando o apelo do finado Eduardo Campos.

  4. Eu votei no COLLOR e se ele se candidata-se novamente votaria nele novamente, afinal ele é um cara de bom coração depois de o partido ter tirado ele do poder ele se mostrou um cara de coração e que sabe perdoar. E parabéns Fabio Campana agora sim vi que vc está ao nosso Lado da Dilma, parou de postar aquelas pesquisas mentirosas do Ibope e agora está colocando as do Vox populi da rede record do bispo macedo nosso aliado do planalto, agora sim, enquanto nenhum site como Uol nem g1 divulgaram vc se mostrou corajoso e divulgou, nosso objetivo é só divulgar essa filha da puta de Marina só isso, queremos o Aécio porque Aécio é um candidato facil de derrubar no segundo turno, obrigado Campana por isso gosto de vc

    O presidente do impeachment optou por se manter fiel à candidata do PT, partido que mais se empenhou para escorraçá-lo do Planalto, em 1992.

    Collor tentará renovar o mandato de senador. Vai às urnas enganchado numa chapa que tem como candidato ao governo de Alagoas o deputado federal Renan Filho (PMDB), herdeiro político da oligarquia chefiada pelo pai, o presidente do Senado, Renan Calheiros.

  5. As pesquisas Vox e Census tem dado muita diferença em relação a Datafolha e Ibope, institutos mais antigos e conceituados.

    Todos os jornalistas tem utilizado os dados destas últimas para fazer suas análises. Nada impede ninguém utilizar aqueles institutos, porém não seria o mais sensato.

  6. Parreiras Rodrigues Responder

    Se recomenda aos corruptores evitarem presentear com carros. Collor caiu por causa da Elba e o cara ai da Pettrobrás, por causa dum Land Rover.

Comente