Uncategorized

A “bala de prata” que atingiu Requião

bala de prata De José Pedriali:

O senador Roberto Requião promete disparar segunda-feira uma “bala de prata” para alvejar Beto Richa, que transformou em pesadelo seu sonho de voltar aos devaneios absolutistas no Palácio do Iguaçu e às mordomias da Granja Canguiri,

Se sua “bala de prata” vai ou não abalar a disposição da maior parte do eleitorado de reeleger Beto, só o tempo dirá – o passado de Requião, lastreado em mentiras e armações fraudulentas, conspira contra a eficácia de sua ameaça. Que, no entanto, criou um fato político e está sendo utilizada para abalar a confiança do adversário e de seus seguidores na reta final da campanha.

Enquanto Requião não dispara a sua, o jornal Folha de S.Paulo o feriu ontem com uma “bala de prata”: o plantel de cavalos que mantinha na Granja Canguiri quando governador era sustentado com dinheiro público. O jornal se baseou em investigação realizada pela Polícia Militar, cuja conclusão era mantida a sete chaves. O número de cavalos é incerto – pode ultrapassar 80 – e quanto custou a estada deles na residência oficial idem. Estima-se entre R$ 5 milhões e R$ 8 milhões. O Ministério Público tem agora munição suficiente para denunciar Requião por improbidade administrativa.

Não bastasse isso, a edição online do semanário Impacto Paraná reproduziu documentos encontrados na mesma granja após a saída de seu ocupante. Os documentos expõem a contabilidade pessoal de Requião, sua esposa e de seu sobrinho. São milhares e milhares de dólares e reais, cuja movimentação em muitos casos foi anotada pelo próprio Requião.

A descoberta remete simbolicamente ao pequeno tesouro, exclusivamente em dólar, guardado por seu irmão Eduardo, superintendente dos portos de Paranaguá e Antonina durante os dois últimos reinados, digo mandato, de Requião. Os dólares estavam num armário e parte deles foi roubada por uma funcionária. A dinheirama não havia sido contabilizada.

De efeito menos letal que a primeira – pois ao que levará a descoberta só o tempo, ei-lo de novo! dirá -, esta bala chamuscou a imagem que Requião construiu para si de guardião do patrimônio público.

Ensina a lenda que “bala de prata” é o único meio de matar lobisomem (acima). Embora Requião comporte-se mais como bicho-papão (ao lado), é bom que encomende o caixão.

A rima é inevitável.

8 Comentários

  1. o pinoquião chega pertinho vamos converssar porque voce não guarda esta bala de prata para dar para os cavalos chupar pois agora não tem ração comprada com dinheiro publico a mordomia acabou pinoquião

  2. O Requião pisando na bola, mais se assemelha ao Lula e Dilma, mentirosos contumazes. Os paranaenses já conhecem seu estilo violento, vingativo e de INVENCIONICES que ninguém mais dá credibilidade às suas “pseudo-denúncias” de destruir os adversários políticos. Dizer FDP por um SENADOR da República é algo inusitado,e, quiçá, por isso que o CONGRESSO NACIONAL é considerado a “CASA DE TOLERÂNCIA”, devido a figuras como essa que diz nos representar, mas aproveita todas as mordomias que o cargo lhe permite.

  3. sergio silvestre Responder

    Esse pedriali é aquele tipo de duble de jornalista que é comissionado do Beto Richa num trampo da região metroolitana que nem cartão para picar tem.
    Vive discutindo com seus comentaristas que tem algum contraponto.
    Dizem aqui na cidade que era dedo duro na ditadura militar,se foi,deve ser um bigato.

  4. A tal “bala de prata” acabou de vez com as esperanças do Pinoquião, e veio em péssima hora. Agora não dá nem tempo de juntar os cacos, esta para o Pinoquião já era.

  5. RELEMBRANDO: O PINOQUIÃO E A BARBIE VOTARAM CONTRA A REDUÇÃO DA MAIORIDADE PENAL NO CONGRESSO. NÃO MERECEM O VOTO DO CIDADÃO PARANAENSE, QUE VÍTIMA DOS MINI BANDIDOS QUE ESTÃO ASSALTANDO, ASSASSINANDO E VIOLENTANDO A NOSSA SOCIEDADE TODOS OS DIAS, AGINDO IMPUNEMENTE GRAÇAS À INEFICIÊNCIA DO ESTATUTO FAJUTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE. ACORDA POVO BRASILEIRO!

  6. EDILSON HUGO RANCIARO Responder

    NÃO ESQUEÇA QUE A VINGANÇA É DURA E NÃO É ESQUECIDA…..DOÁTICO.

    SEMPRE TEM A VOLTA.

  7. Parreiras Rodrigues Responder

    Fábio – tão vigiando o seu blogue. Logo depois que postei que a ameaça da bala de prata me fez lembrar sucesso do Gaúcho da Fronteira – ALA PUCHA TCHE, NÃO SE ASSUSTEMO, NO PERIGO A BALA VEM E NOS ABAIXEMO,
    já saiu no blogue do Esmael Morais; REQUIÃO MANDA A MÚSICA ……………….PARA O BETO RICHA!

    Eita pega, sô!

Comente