Uncategorized

Culpa de Pessuti,
não de Beto

cicero cattani - pessuti

Do Cícero Cattani:

Procurado pela reportagem da Gazeta, o ex-governador Orlando Pessuti confirmou ter tido conhecimento da existência de documentos particulares de Roberto Requiao, esquecidos no gabinete no Palácio das Araucárias, que veio a ocupar. Em vez de mandar devolver ao dono, o vice de Requião tornou-se conivente da apropriação indébita, talvez esperando para usar quando fosse de alguma utilidade, já que estavam rompidos. Roberto Requião chegou a atribuir, precipitadamente, a divulgação a Beto Richa, responsabilizando-o pela divulgação do que seria um caderno de anotações de uma contabilidade particular.

Segundo reportagem do jornal, dois dias depois de o senador Roberto Requião (PMDB) anunciar que teria uma “bala de prata” para mudar os rumos da eleição para o governo do Paraná, começaram a circular na internet imagens de documentos preenchidos a mão que supostamente seriam de movimentações financeiras particulares do peemedebista. Uma ala de dissidentes do PMDB, que apoia o governador Beto Richa (PSDB), promete apresentar uma notícia-crime ao Ministério Público Estadual com base na documentação, por supostas irregularidades.

Segundo ainda a Gazeta, liderada por Doático Santos, ex-aliado de Requião, a Frente Ampla Paraná Total diz ter tido acesso a 37 folhas de papel com anotações e recibos pessoais do senador. Na internet, o grupo afirma que os documentos foram encontrados em um cofre no Palácio das Araucárias em 2010, ano em que Requião renunciou para disputar a eleição para o Senado. Em abril daquele ano, o então vice-governador, Orlando Pessuti – hoje inimigo de Requião e apoiador de Richa –, assumiu o comando do Executivo estadual.

Em tempo em que a campanha atinge seu ponto de ebulição máximo, Requião atirou primeiro em Beto Richa antes de conhecer outras possibilidades sobre irresponsabilidade criminosa de tornar público documentos pessoais deixados por a caso no Araucárias na passagem do governo para Orlando Pessuti. Agora, resta esperar pela queixa-crime de Requião feita à Polícia Federal.

7 Comentários

  1. NÃO IMPORTA QUEM APRESENTOU O QUE IMPORTA É O CONTEÚDO , OU SEJA O REQUIÃO É QUEM TEM SE SE EXPLICAR PARA O POVO DO QUAL SUPOSTAMENTE DESVIOU RECURSOS OU FORAM RECEBIMENTOS INDEVIDOS NAS DUAS SITUAÇÕES HOUVE MÁ FÉ E O POVO FOI LESADO. CABE A POLICIA FEDERAL APURAR . ATÉ O SOBRINHO DEPUTADO AQUELE DA INTERNET BAIXA(RSRSRSRS) GANHOU UMA LUA DE MEL PAGA COM OS RECURSOS CONTABILIZADOS EM FOLHAS PERDIDAS. O QUE SERÁ QUE O SOGRO MILIONÁRIO ESTA PENSANDO AGORA DO GENRO, TRISTE A SITUAÇÃO DO “HONESTO” OU SERÁ ERNESTO

  2. EM NENHUM MOMENTO AFIRMEI A QUALQUER PESSOA QUE CONHECIA ESSES DOCUMENTOS QUE SEU BLOG E OUTROS MEIOS DE COMUNICAÇÃO TORNARAM PÚBLICO A RESPEITO DO REQUIÃO.. Apenas e, tão somente, disse ao repórter da Gazeta do Povo que me ligou, que uma pessoa havia me informado, no dia anterior, sobre a existência de tais documentos. Nada mais falei ou me foi perguntado, até porque a ligação do celular caiu.. Eu estava em viagem de retorno a Curitiba e transitava pela BR-376, as 18.34 hrs, em local de sinal ruim de celular…Portanto o vazamento desses documentos não é de minha responsabilidade, não tinha conhecimento da existência dos mesmos e, portanto, jamais estiveram sobre minha guarda…

  3. Infelizmente Pinoquião goza de “impunidade parlamentar”, é mesmo de lamentar, mas ainda bem que a verdade veio à tona antes das eleições. Abduzidos, capachos e ingênuos agora sabem que Pinoquião nunca foi o que disse ser. Taca le pau Pinoquião cara de pau.

  4. Sinto-me honrado por conhecer o Pessuti, pessoa simples, de bom coração, que respeita os outros, mas no mesmo viès, exige Fato, que se tais documentos eram de família, como afirma-se, certamente, se algum dia tivessem passado pelo Pessuti, chegariam às mãos de seus legítimos donos…

  5. Vinicius Gonçalves Responder

    O importante é que o documento existe, o Requião deve sim explicações, pois é pessoa pública que recebe salário e aposentadoria do nosso bolso. Se diz honestíssimo, que nunca teve dólar, nem o irmão do Porto, que gosta mais do povo do que dos cavalos, que não emprega a patenteada quando vai para o poder. Que nunca menti!
    Parabéns Pessuti ou quem quer que seja que tornou publico documentos que estavam no cofre do Palácio do Governo, portanto do povo.

  6. Ótimo desmascarar a Maria Louca. Mas eh condenável também se guardar por tanto tempo informações que o público tem o direito e a necessidade de saber.

Comente