Uncategorized

Papéis do cofre secreto de Requião colocam fogo na campanha

requiao papeis

Do Fernando Tupan, Bem Paraná:

Acostumado a chamar os adversários de ‘ladrão’ e ‘corrupto’, o senador Roberto Requião, candidato do PMDB ao governo do Paraná tem na mão um abacaxi espinhento para descascar. O bloco dissidente do PMDB do Paraná, liderado por Orlando Pessuti (que assumiu o governo do Paraná em 2010, quando Requião deixou o governo para disputar o Senado), distribuiu um calhamaço de 37 páginas que teria sido esquecido por Requião em um cofre no Palácio das Araucárias então sede do governo do Paraná (o Palácio Iguaçu, sede oficial do governo, estava em reforma).

O material tem alto potencial explosivo. Escrito a mão por Requião, os documentos revelam que o senador – que não se cansa de proclamar seu ódio ao capitalismo e sua aversão aos Estados Unidos – só faz transações em moeda norte-americana. Os dissidentes peemedebistas afirmam ter atestado de peritos que comprovam que a letra é de Requião. A ideia do grupo é coletar assinaturas para a notícia-crime em um ato na Boca Maldita, para protocolá-la no MP na segunda-feira, 29.

Os dissidentes alegam que o material comprova a existência de um ‘caixa dois’ em dólar. As 37 páginas mostrar que uma parte da contabilidade pessoal do senador que não é submetida ao crivo da Receita Federal. São cópias de empréstimos e pagamentos em dólares no Brasil e no exterior, certidões de transações imobiliárias, recibos assinados por terceiros e pela mulher do senador, Maristela Requião, cópia de depósito na conta pessoal de Maristela e o envolvimento de um ex-secretário Comunicação de Requião nos negócios da família do senador.

Toda a papelada, que será entregue ao Ministério Público, aponta, segundo os dissidentes, que Requião pode ter cometido uma série de crimes. O dinheiro, quase sempre em dólares, era usado em pagamentos, empréstimos e transações imobiliárias.

Não é a primeira vez que o nome de familiares de Requião aparece envolvido com movimentações em dólares. Em 1999 a mulher do senador, Maristela Quarenghi de Mello e Silva, foi denunciada pela revista Veja por envolvimento em uma remessa ilegal de US$ 250 mil para o exterior.

Em 2010 cerca de US$ 180 mil (aproximadamente R$ 360 mil, segundo cotação média do primeiro semestre de 2009) foram roubados da casa do ex-superintendente dos Portos de Paranaguá e Antonina, Eduardo Requião. A origem dos dólares foi investigada pelo Ministério Público do Paraná. Em 2011 a Operação Dallas da Polícia Federal também investigou a gestão de Eduardo Requião no Porto.

Para um político que tem um discurso com tamanha aversão a tudo o que tem relação com os Estados Unidos e proclama abominar o lucro e o dinheiro (“servos de Mamon”, segundo diz em uma de suas tiradas características), Requião é um político que seu nome, com uma frequência muito suspeita, associado a nebulosas transações com dólares.

15 Comentários

  1. justino bonifacio martins Responder

    o pessuti sabia disso tudo e não divulgou antes, por que? Após 4 anos é que divulgam o fato; estranho… muito estranho! E o caso do CAIXA DOIS da CEASA, que envolvia amigos do pessuti, quando vai ser divulgado?

  2. È o famoso esquerda caviar!
    Acho que com esta ,o Pinóquio perdeu a franquia de Wall Street aqui nas Araucárias
    Mude-se para Miami e candidate-se por lá. Tem tudo a ver.

  3. Requiao deve entender de dólares,como,o doleiros Youssef. Em 1992″,havia denuncias na assembléia,de que teriam aportado no Palácio do Iguaçu,600mil dólares oriundo domtransporte intermunicipais,houve uma CPI,logo sufocada,e ninguém ficou sabendo como e por quem!!!

  4. Mírian Waleska Responder

    Esse cara deve ser cassado, inclusive seu mandato de senador. Nem deverá concorrer as eleições em Outubro.
    Cassação nele já!

  5. Servos de mamona, deveria dizer o senador. ele próprio é um seguidor de mamon, mas disfarça.

  6. Messias Peppes Responder

    Requião, quando você for governador novamente vou cuidar pessoalmente dos teus cavalos

  7. Petronio Cardoso Responder

    Que desespero é esse senhor Beto Richa. O pior é saber que o senhor levou 4 anos pra abrir o cofre do palácio. Vai que é por isso que seu governo é a cara da pregrissa

  8. Gosto do Requião, é metido a comunista e populista, mas gosta de usar e abusar do dinheiro público, gosta de comer coisas caras e bebidas caras, gosta de empreiteiros , gosta de implantar novos pedágios, pratica o nepotismo, tem ao seu lado pessoas que foram da ditadura e do Lerner, não sei pra vai pra nuvens ou pra baixo no calor da terra.

  9. PETRONIO CARDOSO…Você deve ter comido mamona também, pois não entendeu que quem estava com a papelada era o pessoal do Pessuti, não o Beto.

Comente