Uncategorized

Cotado pelo DIAP, Scarpellini fecha campanha em ritmo de vitória

scarp. nt Motivado pelas previsões do Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar – DIAP, que o coloca entre os três mais votados do PSB no Paraná e pelas pesquisas de intenção de votos que dão seu nome como o mais votado de Apucarana, José Scarpellini chega ao final da campanha com chances reais de vitória e amplia sua campanha em todo o Estado.

Ex-prefeito de Apucarana, no período de 1989 a 1992, e considerado o prefeito ambientalista do Paraná, Scarpellini construiu o Parque da Raposa, recuperou outros parques e praças, criou o calçadão com piso padronizado, priorizou a limpeza pública, a segurança, entre outras ações concretas que fez de Apucarana uma cidade ideal pra se viver. A população desfrutou do seu melhor momento econômico com campeonatos esportivos, competições estudantis, incentivo à produção industrial, e áreas de lazer que atraíam turistas de cidades, estados vizinhos e até da Argentina.

Durante a administração de Scarpellini, idosos tiveram prioridade quando o assunto era saúde, bem-estar e moradia. As crianças também mereceram atenção especial, trabalho que foi reconhecido internacionalmente pela FAO – órgão da ONU, como o Prefeito Amigo da Criança, por oferecer a melhor merenda escolar do país, assim como, com a construção de dezenas de creches e escolas.

Scarpellini deixou uma marca para a industrialização, geração de emprego e renda que poucos prefeitos fizeram no país. Ele foi o único prefeito que conseguiu ampliar o território do município de Apucarana na divisa com Arapongas, por meio de demanda judicial, o que possibilitou a construção de importantes empresas, gerando mais de 2.500 postos de trabalho.

Agora, como candidato a Deputado Federal, José Scarpellini, aposta no voto local, no reconhecimento pela sociedade para mais esta empreitada e tenta ampliar sua base na região do Vale do Ivaí, litoral e região metropolitana de Curitiba. “Apucarana precisa voltar a ter um representante na Câmara dos Deputados para, efetivamente, atender suas demandas político-orçamentárias”, destaca Scarpellini.

2 Comentários

Comente