Uncategorized

Márcia, mulher de Fruet, chama vereadores de medievais

Marcia-Fruet-André-Rodrigues

Rogério Galindo, Caixa Zero, Gazeta do Povo

A primeira-dama de Curitiba e presidente da Fundação de Ação social da Cidade, Marcia Fruet, foi às redes sociais para defender a postagem da prefeitura anunciando o casamento homoafetivo na cidade e a defesa da união gay,

A postagem foi retirada do ar por pressão da bancada evangélica na Câmara. Logo que o caso veio à tona, na tarde desta quarta, Márcia escreveu no Facebook que “apoia toda forma de amor”.

unnamed

Os internautas que criticaram a prefeitura por ceder aos evangélicos chiaram, dizendo que se tratou de um erro. E Marcia respondeu dizendo que a postura dos vereadores evangélicos é “medieval”.

Segundo se diz na Câmara, os integrantes da bancada evangélica “já desistiram” de Marcia Fruet. Consideram que embora seja secretária do município e esposa do prefeito, nas mídias sociais age mais como militante do que integrante do governo.

6 Comentários

  1. Atitude medieval é tentar tornar algo anormal pela imposição e pela força. A sociedade não aceita isto. Podemos conviver pacificamente com grupos LGTBs, mas não podemos ser forçados a aceitar o que não é natural e, principalmente, o desvirtuamento dos valores familiares. Típico da Globo, Record e do PT, que não possuem um pingo de valores morais. Tentam assumir o poder através da degradação dos valores morais da sociedade através dos meios de comunicação.

  2. Ela pode até ter sido antipolítica, mas dessa vez tenho de concordar que a primeira dama está coberta de razão.

  3. Vigilante do Portão Responder

    Não é verdade,

    “O POSICIONAMENTO MEDIEVAL”, disse a moça.

    O Campana está sendo injusto.

  4. Puxa vida, agora sei porque o Guga casou com esta moça, ela é o oposto dele, enquanto um é mais parado que água de poço, a outra é ligeira como uma bala. Como seria bom se pudéssemos inverter os papéis, ela mandando e o Guga só obedecendo.

Comente