Uncategorized

Aécio Neves quer ampliar vantagem onde venceu

Aécio-Neves-e-Beto-Richa2

Do Globo:

Uma das frentes de trabalho da campanha do presidenciável Aécio Neves (PSDB) no segundo turno será tentar ampliar a votação nos estados em que ele saiu vitorioso no domingo. Auxiliares do tucano acreditam que é possível aproveitar ainda a onda que levou Aécio ao segundo turno. Mas uma questão de ordem prática ainda precisa ser solucionada a fim de que esse desejo se viabilize. Na maioria dos estados onde ele venceu não haverá segundo turno para a eleição estadual. Na prática, isso significa que Aécio não poderá contar com o reforço das campanhas de aliados para alavancar sua candidatura.

Dos dez estados onde venceu, seis estão nesse cenário: São Paulo, Paraná, Espírito Santo, Santa Catarina, Mato Grosso e Roraima.

O assunto já foi tema de discussão entre os estrategistas da campanha tucana e a orientação é tentar absorver parte das estruturas das campanhas locais para trabalhar diretamente para Aécio. O candidato pediu, no caso de São Paulo, que os deputados eleitos continuem fazendo reuniões e atividades políticas em suas regiões.

As lideranças do PSDB em São Paulo também já definiram que o governador Geraldo Alckmin e o senador eleito José Serra continuarão viajando no estado para Aécio.

A campanha também cogita organizar um grande encontro de Aécio com os candidatos a governador eleitos do PSDB e partidos aliados para incentivar a mobilização.

Outra adequação que precisa ser feita para o segundo turno é encontrar novos aliados em estados onde haverá segundo turno, mas o tucano está sem palanque. É o caso do Distrito Federal e do Rio Grande do Sul. Em ambos, os apoiadores do tucano no primeiro turno perderam a eleição.

No DF, o PSDB tentará uma aproximação com o candidato Rodrigo Rollemberg, do PSB, que apoiou a presidenciável Marina Silva. No Rio Grande do Sul, o tucano corre para substituir o palanque que tinha com Ana Amélia (PP). Nesse caso, o vice de Marina, deputado Beto Albuquerque (PSB-RS), é citado na campanha tucana como um apoiador em potencial.

Ontem, em reunião com a coordenação da campanha em São Paulo, o presidenciável avisou que pretende retomar as viagens pelo país, ao contrário do que fez na reta final do primeiro turno, quando se concentrou no Sudeste. Aécio disse que visitará, ao menos, os estados onde o PSDB está disputando o segundo turno para o governo.

À noite, o candidato teve reunião com a equipe que traça a estratégia de comunicação.

Os tucanos estão animados com o equilíbrio do tempo no horário eleitoral no segundo turno e avaliam que terão condições de responder à altura os ataques dos adversários. A campanha não descartou a veiculação de programas regionalizados no horário eleitoral.

2 Comentários

  1. sergio silvestre Responder

    temq que tirar 14 milhões de votos nesses estados senão o nordeste papa.
    38 MILHÕES DE ELEITORES 75%=9.5 MILHÕES PARA O AÉCIO 28.5 MILHÕES PARA DILMA,VAMOS LÁ,FICA SÓ AQUI NO SUL PARA VER A NABA.

  2. Ele vai conseguir tirar esses votos sim.Primeiro, que a votação dele aqui emt São Paulo, que já foi estrondosa, deve aumentar ainda mais. E a diferença dele em Minas nem foi tão estrondosa assim como o PT quer parecer,e tudo indica que esse ampliará a vantagem lá. E são os dois maiores colégios eleitorais do Brasil. Sem contar que ele está ampliando em outros estados. O nordeste não será suficiente para Dilma.

Comente