Uncategorized

Agentes são liberados e termina a rebelião de presos em Maringá

Do Bem Paraná:

A liberação dos agentes penitenciários e a transferência dos presos pos fim a rebelião de detentos na Penitenciária Estadual de Maringá (PEM), por volta das 10 horas. Desde as 17h30 de domingo (19), dois agentes penitenciários eram mantidos como reféns por 57 presos. Conforme a Secretaria da Justiça, Cidadania e Direitos Humanos (Seju),não houve prejuízos a unidade e ninguém ficou ferido.

Os 20 detentos foram transferência para a Região Metropolitana de Curitiba, para Londrina e mais para Foz do Iguaçu.

A Polícia Militar (PM) e o Departamento de Execução Penal do Estado do Paraná (Depen) atuaram nas negociações, que foram suspensas no final da noite de domingo. Não há informações sobre feridos.

Segundo a Seju, o motim dos detentos começou com uma confusão entre sete presos, mas se estendeu ao longo das horas e outras galerias do presídio foram abertas. Até as 7h desta segunda, o número de presos rebelados era 57.

Essa é a 22ª rebelião no Estado apenas neste ano. No fim de agosto, detentos da Penitenciária Estadual de Cascavel, no oeste do estado, fizeram um motim que durou 45 horas e deixou cinco pessoas mortas e muita destruição na unidade. O espaço não estava superlotado antes da rebelião, mas foi preciso transferir mais de 800 presos, devido à destruição das celas e corredores.

A última rebelião que ocorreu no estado foi no dia 13 de outubro na Penitenciária Industrial de Guarapuava (PIG), na região central, e durou 48 horas. Treze agentes penitenciários e diversos detentos foram feitos reféns. Ao todo, oito pessoas ficaram feridas, sendo cinco presos e três agentes penitenciários.

2 Comentários

  1. Vigilante do Portão Responder

    Não quero colocar lenha na fogueira, entretanto, devo citar as coincidências:

    Beto estava na frente, despontando para o favoritismo,
    Sai a pesquisa, dia seguinte, começa a rebelião em Cascavel.

    Vaza o depoimento do Paulo Roberto Costa, trecho que fala sobre o Tesoureiro do PT, Sr. Vacari.
    Na mesma tarde, rebelião em Piraquara.

    Semana passada, Aécio abre vantagem sobre Dilma, elavisita o Paraná, rebelião em Guarapuava.

    Ontem, denúncia sobre a propina para a Gleisi,
    Do nada, na mesma hora, rebelião em Maringá

    Hoje, por exemplo, a RPC gastou 2 blocos dos telejornais para falar sobre a rebelião, rememorando os casos pretéritos.

    O assunto da PROPINA da Gleisi?

    NÃO FOI NOTICIADO.

    Eu não acredito em bruxas…

  2. Coincidência amigo…. Apenas isso….. O sistema de desconstrução do indivíduo adotado pela direção dessa unidade (PEM) em especifico é absurdo , e só favorece estupradores , pedófilos e delatores. A opressão e pressão psicologjca imposta aos detentos no Paraná ultrapassa limites…… Especialmente após a nova gestão do diretor que nada sabe e nada vê … Vaine Gomes e os queridinhos do vereador Luciano Brito…. Em Maringá….. Mas acabou a brincadeira…. O PCC tá aí justamente pra buscar o equilíbrio já que a ressocialização é uma utopia… Isso é apenas o começo e a velha guarda de opressores da PEM vai comecar a pagar seus pecados.,..

Comente