Uncategorized

Requião segura as críticas a Paulo Bernardo. Por enquanto

Requiao_-5

O senador Roberto Requião, do PMDB, não esconde dos mais próximos sua opinião de que Paulo Bernardo e Gleisi Hoffmann são responsáveis pelo desastre sofrido pela esquerda nas eleições deste ano no Paraná. Requião se inclui entre as vítimas. Os sucessivos escândalos do PT contaminaram toda a esquerda e o envolvimento de Gleisi e Paulo Bernardo na maracutaia dos desvios de dinheiro da Petrobras foi a pá de cal. Requião só não ataca porque não quer prejudicar a campanha de Dilma Rousseff no segundo turno.

Paulo Bernardo foi citado pelo ex-diretor de Abastecimento da Petrobras, Paulo Roberto Costa, na delação premiada firmada com o Ministério Público Federal (MPF). Diz Costa que em 2010 a campanha da senadora Gleisi Hoffmann (PT), mulher de Paulo Bernardo, teria recebido R$ 1 milhão – recursos oriundos da organização criminosa liderada pelo doleiro Alberto Youssef que atuava dentro da estatal. Na agenda pessoal do ex-diretor da Petrobras, apreendida pela Polícia Federal (PF), consta a anotação: PB 1,0. Segundo Costa, significa Paulo Bernardo R$ 1 milhão.

4 Comentários

  1. Não entendo… se ele próprio fala dos sucessivos escândalos que envolve o P´T, então porque o PMDB insiste a dar apoio ao PT . Só pela vice?

  2. Miguel Rosa Neto Responder

    Esse cidadão, se é que se pode chamar isso de cidadão, deveria esquecer PB, GH e tudo o mais. Vestir seu pijama listrado e sair para regar o jardim. Já deu, se é que deu, o que tinha a dar. Figura pífia politicamente falando, só mostrou truculência, despreparo e destempero. Um saco vazio.

  3. Vigilante do Portão Responder

    Outro enganador.

    A notícia sobre o envolvimento da Senadora no caso Petrobras, saiu DEPOIS da eleição.

    É mais um factoide do Requião.

    Por falar em factoide.

    Quero explicações da RPC:

    Como ficou o caso dos tais Jornais e panfletos; Matéria veiculada no último dia da campanha do 1º turno, sem qualquer questionamento da RPC, dando conta de uma suposta “batida” da PF em Barracão de Campanha do Beto Richa.

    Passados 20 dias do fato,
    A emissora SILENCIA,
    Não deu continuidade ao assunto.

    Os eleitores querem saber.

Comente