Uncategorized

Corretora de imóveis
não entrega bolsa e é assassinada no Bigorrilho

Foto: Juliano Cunha/ Banda B
corretorabigorrilho - foto juliano cunha

Da Banda B:

Uma corretora de imóveis de 55 anos* morreu em um assalto na Rua Gastão Câmara com a Martin Afonso, no bairro Bigorrilho, em Curitiba, por volta das 14h desta quinta-feira (30). De acordo com a Polícia Militar (PM), Cláudia se recusou a entregar uma bolsa e acabou morta com três tiros por um dos marginais que a abordou.

A corretora tinha mostrado um imóvel à venda na Gastão Câmara quando foi abordada pelos ladrões. Segundo testemunhas, a vítima entregou aos assaltantes a chave do Audi A3 preto que estava, mas se recusou a entregar a bolsa. Os bandidos então a perseguiram e atiram, fugindo em seguida com o carro dela.

O caso choca os moradores da região. O porteiro Cláudio Britto lamentou o que aconteceu. “Não dá para acreditar, ela saiu do prédio e foi abordada desta forma. Eu vi pelas câmeras que os dois jovens atravessaram a rua e falaram que iam matá-la se não entregasse a bolsa. É muita violência aqui”, disse.

Quem também ficou assustada com o crime foi a doutora Michelle, médica do Corpo de Bombeiros (CB). “Inacreditável. Nesta semana atendemos muitos casos de morte de mulheres. Para gente não é mais novidade atender esse tipo de situação, a violência virou banal”, lamentou.

A Delegacia de Furtos e Roubos de Veículos de Curitiba (DFRV) investiga o caso. A PM não soube informar ainda a placa do veículo roubado.

11 Comentários

  1. José Francisco Responder

    E AI O PT FALA EM DIREITO HUMANOS COM BANDIDOS, AS IGREJAS FALAM EM DIREITOS HUMANOS COM BANDIDOS. TEM É DE DECRETAR URGENTE A PENA DE MORTE SUMARIA PARA ESTE CRIMES DE ALTISSIMA VIOLENCIA.

  2. Neste momento não há sequer um politico para
    se levantar e falar algo em favor dos trabalhadores…
    De fato, se não estamos presos em nossas casas
    somos vulneráveis e eles “marginais” que decretam sumariamente
    a pena de morte quando querem e como querem, com requinte de crueldade! Não entendo ainda porque o nosso Congresso é tão benevolente com esses marginais. Porque não mudar as Leis? Só depende deles para mudar, no entanto, projetos ficam engavetados anos e não têm interesse de aprová-los. Enquanto isso, quem trabalha e para manter as mordomias lá em Brasília estão sendo sacrificados a todo momento em todo o país.

  3. ser loque gomes Responder

    Digo e repito quantas vezes for preciso: BANDIDO BOM É BANDIDO MORTO! Agora, é de encher o saco essa besteira de direitos humanos para bandidos (sempre), é bem capaz dos idiotas dos dh procurar os “coitadinhos” que assassinaram essa pobre coitada, perguntar se eles não ficaram “abalados” e talvez necessitem de atendimento psicológico! Cacete, tenho 57 anos e vivi os tempos de paz que o regime Militar proporcionava, vagabundo desse tipo só tinha um caminho, uma solução: pau e cova! Fico muito pê da cara com isso! Só me resta deixar meus sentimentos a família desta brava senhora, que Deus acalente seus corações! Tenho dito, oras bolas (a dos outros, pois as minhas já estouraram faz tempo)! ADSUMUS!

  4. ser loque gomes Responder

    Outra coisa: não me venha quem quer que seja dizer: “Há! Mas ela errou em reagir”, pois o problema é que nós, povo sofrido, trabalhador, honesto, cumpridores dos deveres que viver em sociedade nos é imposto, não aguentamos mais essa conversa fiada, pois a verdade é que estamos a mercê desta marginália, “di menor” ou não, pra mim são todos vagabundos, marginais e bandidos assassinos que tem absoluta certeza da impunidade! Depois de Carandiru virou essa baderna generalizada, a Polícia está refém dos falsos “profetas”, inclusive o cidadão que escreveu o livro! É isso ai!

  5. Conheçi a Claudia. Uma mulher valente que ficou viuva precocemente e foi a luta para criar os seus filhos. É mais uma vitima do estado de horror que estamos vivendo, onde a vida esta banalizada nas mãos dos bandidos. Que Deus a tenha.

  6. Parreiras Rodrigues Responder

    Gostava muito de assistir a série Duro de Matar, com Charles Bronson.

    Quando era fã de Guevara, e torcia pelos índios nos faroestes americanos e achava uma baba os Capitães América e Marvel Flash Gordon, embora torcesse por eles – afinal, era o bem contra o mal – era também adepto dos direitos humanos. Hoje, torço pelos humanos direitos.

    Os assassinos da corretora de imóveis retratam muito bem que os péssimos exemplos do que ocorre no mundo político brasileiro, e que conta com partícipes empresários adeptos do tudo pelo lucro, se espraiam nas periferias, no centro urbano. Fico indignado ao ouvir, de parte de pessoas bem situadas financeiramente até, o comodista e conformista “isso vem de lá de longe e não vai acabar nunca”

    Não há que se dar vida fácil nas penitenciárias para os pegos pela polícia. Há que fazê-los quebrar pedras irregulares para pavimentar carreadores ainda em leito natural na área agrícola. Nem ofertar-lhes acomodações que eles mesmos destruirão. Obrigá-los ao reparo e descontar do auxílio que é destinado às suas famílias..

  7. Cadê o nosso Governador para tratar de assuntos de segurança ….. há tinha esquecido está descansando….onde…..talvez Bahamas….

  8. Se pessoas do bem achar que fazer justiça com as própria mãos é errado , os marginais vão continuar matando com as suas própria mãos, achando que eles estão e o poder publico continuara dando explicações

  9. -A violência só vai diminuir quando a marginalidade tiver contato com os políticos. Aí sim, quando a água bate na bunda, os caras vão começar a se mexer!!!

  10. E DAÍ PESSOAL DO GOVÊRNO, ESTÃO DE FÉRIAS PÓS ELEIÇÕES? O TIRO SAIU PELA “CULATRA”, POIS A INFINIDADE DE CARGOS DO GOVÊRNO FEDERAL VAI CONTINUAR COM A GLEISY, INCLUSIVE AQUELE QUE ÉRA “FAVAS CONTADAS”, A PRESIDÊNCIA DA USINA DE ITAIPÚ, ONDE UM TAL DE SAMEK, PENSA QUE FOI ELE QUE CONSTRUIU, POIS PARECE QUE ESTÁ “ABOLETADO” NAQUELE CARGO POR 12 ANOS, QUE SERÃO COMPLETADOS NO FIM DESSE DESGOVÊRNO!

Comente