Uncategorized

Eis o homem da mala
de Youssef em Brasília

assad
Sigilos bancários obtidos por ISTOÉ mostram que o empresário Adir Assad (foto), operador flagrado no escândalo da Delta, recebeu dinheiro do esquema Petrobras, através do doleiro Alberto Youssef, para repassar a políticos

Há poucas semanas, a Polícia Federal recebeu um arquivo digital com a quebra do sigilo bancário das empresas do doleiro Alberto Youssef e do ex-diretor de abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa. São milhares de transações realizadas nos últimos oito anos: depósitos, transferências e saques de bilhões de reais oriundos de contratos de fornecedores da Petrobras – dinheiro que saiu dos cofres da estatal para abastecer o esquema de corrupção que pagou deputados, senadores, governadores e até ministros. Ao analisar detalhadamente esse material, os investigadores encontraram um personagem misterioso que pode ser a chave para comprovar a distribuição de propina a políticos de diferentes legendas. Esse personagem chama-se Adir Assad, empresário libanês apontado como intermediário de propinas de outro escândalo recente, envolvendo fraudes em contratos da empreiteira Delta com o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT).

Leia mais na ISTOÉ.

2 Comentários

  1. MENSALEIRO JÚNIOR Responder

    SERGIO SILVESTRE : CABE MAIS UM SIM,, QUE EMBORA NÃO SEJA LIBANÊS, TAMBÉM NÃO É BRASILEIRO : “ROUSSEF”.

Comente