Uncategorized

O fator Cunha

EDUARDO-CUNHA1

Do Lauro Jardim:

Uma das maiores incógnitas na escolha do novo ministério de Dilma Rousseff é o quanto o fator Eduardo Cunha vai pesar na definição dos nomes.

O que está em jogo é o seguinte: o deputado Eduardo Cunha é o favorito na disputa para a presidência da Câmara. Se Dilma precisar partir para o embate pesado contra ele, como parece ser o caso, inevitavelmente terá que fazer o jogo do toma-lá-dá-cá com os partidos para derrotá-lo.

Em resumo, Dilma poderá distribuir ministérios às bancadas em troca de votos contra Cunha. Isso dará outra cara ao time de Dilma.

O caso do PR é um exemplo. A bancada do partido é praticamente unânime: quer o senador Antonio Carlos Rodrigues no Ministério dos Transportes. Dilma prefere manter no cargo Pedro Passos, considerado pelo PR escolha pessoal da presidente.

Praticamente em cada partido poderá ter um problema parecido.

2 Comentários

  1. Parreiras Rodrigues Responder

    E um dos porquinhos de Dilma, o atual ministro da Justiça, será elevado à honra do STJ?

  2. E depois o que a Constituição diz não vale nada. Pois o Poder Legislativo não é INDEPENDENTE, mais parece ser o cordão umbilical do Executivo. E viva a ditadura bolivariana-cubana petista.

Comente