Uncategorized

Os negócios de Paulo Roberto Costa e o PT

Mais um relato da delação premiada de Paulo Roberto Costa. No início de 2011, Dilma Rousseff presidente, foi feita uma reunião na residência oficial do então presidente da Câmara, Marco Maia, do PT. Um jantar para o ex-diretor da Petrobras, Paulo Roberto Costa, Arlindo Chinaglia, do PT, e o anfitrião.

Simples e direto, o time do PT propôs a Paulo Roberto Costa alguns negócios que trouxessem vantagem para o partido. Para entusiasmar Costa, acenaram com a presidência da estatal em futuro próximo.

Pois, pois, parte do resultado desse entendimento foi operado por Alberto Yousseff. Costa nunca virou presidente. Mas tem boa memória para datas e fatos que vivenciou. Eis o troco.

4 Comentários

  1. Como diz o sertanejo,descrassadamente, perdidos,com esta roubalheiras,vamos para o o porrete,ou vamos reagir???

  2. Mírian Waleska Responder

    Daí eu penso…
    Um fiatzinho derrubou o collor, e uma Petrobrás inteira não derruba Dilma. Que coisa não?

Comente