Uncategorized

Lula na moita

lula
Na época da explosão do mensalão, Lula deu uma famosa (e um tanto desastrosa) entrevista em Paris, afirmando que tudo estava ligado ao caixa dois do partido, ou seja, no máximo era crime eleitoral. A orientação foi dada pelo então ministro da Justiça, Márcio Thomas Bastos, que trabalhava para encontrar uma brecha no escândalo criminoso. Depois, a estratégia não se sustentou e o então presidente começou a espalhar que era “uma tentativa de golpe”. Agora, perguntado em Foz do Iguaçu, sobre prisão de empreiteiros (alguns, seus amigos), mandou os repórteres “se dirigirem à Polícia Federal e ao Ministério Público”.

6 Comentários

  1. Esse é um cachaceiro sacramentado e juramentado. Já devia estar na cadeia esse criminoso.

  2. Não tem que perguntar nada a essa personagem, ele vai enrolar, sua especialidade honoris causa, tem é que abrir de vez os processos em que o mesmo é implicado direta ou indiretamente.

    Só no Brasil, campeão mundial da corrupção sistêmica do governo, desde que Lula entrou no planalto, um personagem desse tipo anda ainda live, leve e solto por aí.

  3. O Lula é a própria ratazana do esgoto da nossa política. Nem entendo
    porque o país concedeu dois mandatos a este canalha que sempre mentiu
    e se deu bem. Saiu bem porque o safado estava com o esquemão monta-
    do na retaguarda pelo imenso povão beneficiado pelas “bolsas”. Foi muito
    fácil para este cara porque juntou a massa não pensante com a distribui-
    ção de grana para todo quanto é lado… Afinal quem não gosta de grana !?
    Até ratazana !!!

  4. Márcio Thomas Bastos apoiou a Ditadura e era advogado de Lula e PT amigos. Estranho !

  5. Com certeza o tiro ainda vai atingir este canalha. Só conseguiu sair ileso
    até hoje porque a estrutura montada por ele e Dilma dava sustentação fi-
    nanceira bilionária para todos da gangue. O castelo de areia começou a
    desmoronar…

Comente