Uncategorized

O fim da era PAC

Do Painel, Folha de S. Paulo:

A nova equipe econômica de Dilma Rousseff vai reduzir o peso dos investimentos públicos do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) nos projetos de infraestrutura do país. Nelson Barbosa assume o Planejamento com a tarefa de criar um ambiente mais favorável para o setor privado em suas concessões e parcerias. Auxiliares da presidente dizem que o governo será mais flexível na definição de taxas de retorno, com menos resistências à remuneração dos investidores.

Aliados de Dilma lembram que debates entre Arno Augustin, no Tesouro, e Gleisi Hoffmann, na Casa Civil, sobre o lucro do setor privado congelaram por meses projetos estratégicos de concessão do governo.

3 Comentários

  1. As urnas nem bem acabaram de se fecharem e o estelionato eleitoral saído dela já começa a aparecer. Tudo o que a companheira disse que o playboy mineiro e a ex-seringueira iriam fazer como, tirar a comida da mesa do pobre coitado, está acontecendo. Acredito que nem o playboy nem a ex-seringueira seriam capazes de tamanha cara de pau quanto a da companheira. Mas a democracia é assim mesmo, a maioria optou por ter mais do mesmo, então tomemos mais do mesmo, mesmo se tratando de um tremendo estelionato.

  2. COMO PODE SER EXTINTO UMA COISA QUE NUNCA EXISTIU,FOI SÓ NO PAPEL E PRA DESVIAR DINHEIRO.

Comente