Uncategorized

Janot tem dúvida sobre incluir políticos não-reeleitos na lista do STF

Do Painel, Folha de S. Paulo:

Pessoas próximas ao procurador-geral da República, Rodrigo Janot, dizem que ele já tem pronta a lista dos políticos com foro privilegiado sobre os quais pedirá abertura de investigação no STF (Supremo Tribunal Federal). A dúvida que resiste, de acordo com esses interlocutores, é sobre incluir ou não na relação governadores e parlamentares não reeleitos, que perderão a prerrogativa a partir de janeiro. O eventual desmembramento do caso, no ano que vem, poderia atrasar a apuração.

5 Comentários

  1. Ainda tem dúvidas, Sr. Procurador?! Tem que incluir todos, eleitos e não reeleitos, o crime não prescreve por não terem sido reeleitos.

  2. “ESQUERDA CAVIAR – CPMI varre para baixo do tapete toda sujeira. Nenhum indiciado. Nenhum! Só eles não viram o obvio ululante? Se prostituíram com o exercício do poder. Realmente vivemos num País de cordeiros criminosamente alienados…” – Profº Celso Bonfim

  3. Simples, muito simples: manda prender todos e ponto final. Com prerrogativas ou não são todos ladrões do erário público.

  4. Caro FÁBIO, entendo que devemos atentar para a dúvida do procurador. O procurador conhece o ambiente em que atua. Conhece o STF e todos os membros que compôem aquela corte suprema, que está tomada de supremos sabidos. Acreditando que ele está imbuído de motivação republicana imparcial, deve realmente estudar com muito carinho o procedimento de encaminhamento do processo, para que não morra nas calendas. Por outro lado bandido é bandido. Bandido bom, é bandido morto. Nesse grupo e nos demais grupos envolvidos não existem anjos. Entendo que os não reeleitos já foram eliminados pela própria sociedade, porém esse tipo de elemento é como o gato, tem sete vidas. Acredito que devem ser processados pelos crimes praticados durante o exercício do mandato, para terem seus DIREITOS POLÍTICOS cassados por no mínimo 20 anos. Assim dessa maneira a sociedade fica livre desses PÁRIAS. Defendo a liberdade de opinião, liberdade de imprensa e liberdade de investigação. Apoio a proposta de ” o sul é o meu país”, e proponho o IMPEACHMENT JÁ, da DILMA, antes da posse, para evitar maiores dissabores e vergonhas a sociedade. Atenciosamente.

Comente