Uncategorized

Mais delação premiada

leo

Abalado com nova negativa de habeas corpus para sua soltura, o presidente da OAS, José Aldemário Pinheiro Filho, conhecido como Léo Pinheiro, tem sido medicado na cadeia da Policia Federal em Curitiba: chora muito, atravessa período de depressão, não come e não dorme. E já considera a hipótese de delação premiada. Ele e outros quatro homens da OAS foram indiciados por lavagem de dinheiro, fraude em licitações, falsidade ideológica e corrupção ativa. O dono da empreiteira, César Mata Pires, que detém 80%, está em pânico.

7 Comentários

  1. Não acredito no que estou vendo! Empreiteiros milionários na cadeia? Será verdade? Agora, começa um novo Brasil! Vamos ver até aonde……….

  2. Caro FÁBIO, essas informações da imprensa confirmando a dificuldade de saúde do empresário é apenas para inocular sentimento de culpa na sociedade para que a mesma fique sensível a saída do mesmo da prisão. A questão seria de perguntar a ele se passaria mal em estar no apartamento a beira mar, com copo de chope e porção de marisco, com muito dinheiro no bolso. Atenciosamente.

  3. COELHO RICOCHETE Responder

    Já que nada mais resolve, em breve o povo vai partir pra “felação” premiada…

  4. Continuem deixando a cambada toda ver o sol nascer quadrado. Logo
    vão pedir arrego e delação premiada é uma alternativa. Pau neles !!!

  5. Quero só ver se o Cerveró, que também é conhecido pela alcunha “siri na toca”, devido a seu problema físico, que nada tem a ver com o caráter imoral, vai ter o mesmo comportamento sereno, próximo ao cínico, quando estiver ao lado desses aí que choram noite e dia !!!!!

  6. Quem precisa estar na mesma rota da cadeia é o Lula e a sua turminha
    do mal. Blindaram o cara e a sociedade faz de conta que nem o Lula e
    nem a Dilma sabiam de nada. Pura hipocrisia !!!

  7. Crimes-perfeito. Como nos últimos 5 anos, as coisas ganharam dimensões desproporcionais e alarmantes e os interessados , só agora,resolveram tornar um pouco o crime transparente. As famosas praias brasileiras estão cheias de milionários que nunca foram punidos ou sequer controlados por alguma autoridade brasileira. Grande parte deles, tiveram no passado, excelentes chances de se tornarem, isentos de qualquer controle por parte de governos, ilicitamente milionários. Mesmo assim, o governo deveria passar um pente fino para verificar realmente a existência desses de tais patrimônios nos últimos 30 anos. Verificar também as contas bancárias no Brasil e no exterior, onde os larápios tem seus imensos patrimônios até hoje bem protegidos. O patrimônio desses picaretas deveriam ser novamente analisado, devendo-se ser analisadas também as transferências de muitos bens para parentes próximos.

    Através de muitos projetos ambiciosos, muitos desses grupos, conseguiram depenar também os cofres de governos e hoje, ninguém sabe explicar direito, porque os estados brasileiros estão altamente endividados.

    Alguns bancos na Suíça ou no Caribe, só liberam contas ilícitas, quando são altamente pressionados. As contas milionárias,sobretudo brasileiros nos Estados Unidos, são legais e em muitos países da Europa também. Falta um convenio de governo a governo com esses países, para tentar controlar melhor tais mafiosos.

Comente