Uncategorized

O fermento que Ratinho colocou no PSC

ratinho_141014-300x197

De Rogério Galindo, Caixa Zero:

Ratinho Jr. conseguiu mais um gol ontem para o pequeno PSC, que dirige no Paraná, com a primeira vitória do partido para presidir a Câmara de Curitiba. O partido, em 2012, já tinha aumentado a sua bancada para seis vereadores. É a maior da cidade no momento.

Desde que assumiu o partido, que não é nem de longe um dos maiores do país, Ratinho já conseguiu fazer com que o PSC chegasse a quatro deputados federais (serão 2 a partir de 2015), elegeu a maior bancada da Assembleia Legislativa, com 12 deputados, e conseguiu a Secretaria de Desenvolvimento Urbano para si.

Não se trata de vitória pequena. E no caso da Assembleia, ao contrário do que se possa imaginar, não foram só os votos dele que geraram a enorme bancada. Ele conseguiu 300 mil votos, o que elegeria três parlamentares. Os outros foram eleitos porque o PSC atraiu gente nova com votação razoável em todo canto do estado.

6 Comentários

  1. MENSALEIRO JÚNIOR Responder

    RATINHO TRAIU MEU VOTO, SE VENDEU AO BETO POR UMA SECRETARÍA, NUNCA MAIS TEM MEU VOTO E NEM DOS MEUS AMIGOS E FAMILIA. VÁ SER MERCENÁRIO ASSIM NO INFERNO.

  2. Não da para entender como um candidato que faz mais de 300 mil votos perde para um que fez 69 mil a presidência da ALEP. Alias é bom todos ficarem bem espertos¨pois o governador tem costume de passar a perna naqueles que foram fiéis a ele.Principalmente agora que ele não precisa da ajuda deles……

  3. O Ratinho está vindo pela beiradinha, quietinho mas eficiente. Quer ver quem é que vai ter a coragem de enfrentá-lo em 2018. Ele sobre a rampa do palácio Iguaçu sem nem precisar fazer força. Força Ratinho.

  4. Votação de Deputado nunca serviu de critério para eleger Presidente da Casa, tanto no Legislativo Paranaense, como também qualquer câmara de vereadores.
    Nessas disputas a decisão é sempre por aquele que o Executivo opta, no caso da Assembléia, o Governador teve a preferência pelo ]Dep. Traiano, que esta com suas CONTAS REPROVADAS, junto a Justiça Eleitoral.
    Resumindo, a decisão é política, quem têm mais poder, decide e pronto!…..

  5. Perseu Guido 21 Responder

    Se não houvesse segundo turno… ele já era prefeito há dois anos… não é mesmo Fabio?

Comente