Uncategorized

Dilma encerra o 1.º mandato com a pior avaliação no Paraná

Foto: Jonathan Campos/Agência de Notícias Gazeta do Povo
dilma_agua

Pesquisa mostra que 59,8% dos paranaenses reprovam a gestão da petista. Cenário mais desfavorável havia sido logo após os protestos de 2013.

de André Gonçalves, Gazeta do Povo:

A presidente Dilma Rousseff encerra 2014 com o menor índice de aprovação entre os paranaenses desde que assumiu o 1.º mandato. De acordo com levantamento do Instituto Paraná Pesquisas, 34,9% dos moradores do estado aprovam a gestão da petista, 59,8% desaprovam e 5,29% não sabem ou não opinaram. Foram ouvidas 1.530 pessoas entre os dias 27 de novembro e 3 de dezembro e a margem de erro é de 2,5 pontos porcentuais para mais ou menos.

Nas cinco sondagens anteriores feitas a partir de 2011, a aprovação mais baixa, de 41,05%, havia sido registrada em agosto de 2013, sob os efeitos das manifestações de junho. Os números indicam que os paranaenses estavam mais satisfeitos com a petista ao longo da primeira metade do mandato, quando a aprovação se manteve acima de 60%. O maior patamar, de 71,71%, foi alcançado em dezembro de 2012.

A queda da aprovação se deveu, segundo o diretor do Paraná Pesquisas, Murilo Hidalgo, ao desgaste sofrido por Dilma durante a campanha eleitoral e, depois disso, pelo escândalo da Petrobras. Por último, ele ressalta o componente local do conflito entre ela e o governador do Paraná, Beto Richa (PSDB). “A imagem de que o governo dela perseguiu o Paraná colou.”

Durante a campanha, Richa afirmou ser vítima de um boicote do governo Dilma nas negociações para a liberação de empréstimos que totalizavam R$ 1,9 bilhões e pelos baixos investimentos federais na comparação com outros estados. O discurso ajudou a consolidar a vitória expressiva de Aécio Neves (PSDB) no estado, com 60,98% dos votos válidos contra 39,09% da petista.

Se o 2.º turno tivesse sido realizado no período da atual pesquisa, Dilma correria o risco de ter um desempenho ainda pior. Do total de eleitores que votaram nela, 11,63% disseram que não repetiriam a escolha. Dos que não votaram na petista, 4,34% declararam que mudaram de ideia. “O quadro atual está ainda mais difícil para a presidente do que na eleição porque ela está sem espaço nos meios de comunicação, enquanto é bombardeada pelas denúncias de corrupção na Petrobras. Durante a campanha, Dilma ainda contava com a exposição do horário eleitoral”, diz o cientista político da UFPR Ricardo Costa de Oliveira.

Na comparação da sondagem do Paraná Pesquisas com o levantamento nacional do CNI/Ibope divulgado no dia 17 de dezembro, os paranaenses aparecem como menos satisfeitos com Dilma do que a média do país. Segundo a pesquisa CNI/Ibope, a aprovação dos brasileiros em relação à administração atual subiu de 48%, em setembro, para 52%, em dezembro.

Para Hidalgo, a petista vai começar o 2.º mandato diante de um dilema: recuperar a imagem em estados como São Paulo e Paraná ou concentrar esforços onde é mais bem avaliada, como no Nordeste. “Não vai ser fácil, mas há caminhos. Ela vai precisar ser uma ‘Super-Dilma’, a presidente parceira dos prefeitos e do governador”, diz Hidalgo.

Oliveira concorda, mas cita que tudo depende dos rumos da economia. “O índice de aprovação registrado no Paraná pode ser definido até como moderado. A questão da inflação, por exemplo, será decisiva para o que vai acontecer daqui para frente.”

info_dilma_221214
Infográfico: Gazeta do Povo.

12 Comentários

  1. Sergio Silvestre Responder

    Pelo jeito a avaliação do Beto Richa aqui no Parana é recorde.Deve ter baixado o IPVA,os pedágios e ter dado um alento aos espoliados contribuintes.Também deve ter feito estradas pontes e feito um revolução de cair o queixo a governantes Suecos.
    Na proxima eleição que tal dar titulo de eleitor para os asnos votarem,quem sabe sua escolha é melhor que as nossas.

  2. Paraná Pesquisa, SENSUS, Veritá, que davam até 18 pontos do Aécio na frente da Dilma no segundo turno, ahh tá bom, estou acreditando.

  3. fiscal de realeza Responder

    parana nao conta cambada de ordinarios idiotas a maioria conta e ela ganhou as eleiçoes e acabou

  4. Se 34,9 % ainda aprovam a Dilma é sinal que existem otários neste Paraná
    lamentavelmente. Quem não consegue avaliar o “fumo” que está levando
    deste governo deverá mudar para Cuba para sentir mais à vontade…

  5. ELEITOR CONSCIENTE Responder

    OLHA O REQUIÃO FELIZ NO CARRO COM A GLEISY E A DILMA ,
    O MOTORISTA DESTE CARRO DEVERIA SER PRESO POR TRANSPORTAR TANTA DROGA JUNTA.

  6. Falou, ELEITOR CONSCIENTE !!! É muita droga para pouco carro.
    O pior é que a Gleisy e Requião são Paranaenses…

  7. Gostaria mesmo de saber qual foi a avaliação do Beto! Aqui no Paraná dizer que a Dilma foi mal avaliada eh chover no molhado. Que novidade…

  8. E A POUCA AVALIAÇÃO QUE TEVE,SE DEVE AOS OTÁRIOS QUE VOTARAM NELA, AÍ DE VÍTIMA PASSARAM SER CÚMPLICES DESSA QUADRILHA.

  9. fiscal de realeza Responder

    FUI

    TU DEVERIAS TER IDO SEM SER LEMBRADO QUE É UM VERDADERO IMBECIL ASSIM COMO SEU GOVERNADOR

  10. Do Interior.... Responder

    Imcompetência do PT. Só visualizam o dinheiro no bolso e o dá votos. O resto não importa!

Comente