Uncategorized

Sem ceia

do Painel, Folha de S. Paulo:

Advogados perderam a esperança de um Natal em casa para os réus da Lava Jato. “Prevejo 40 dias de prisão”, diz um dos defensores. Ninguém põe fé que o presidente do Supremo, Ricardo Lewandowski, de plantão no fim do ano, aceitará habeas corpus já negados pelo relator, Teori Zavascki.

2 Comentários

  1. Doutor Prolegômeno Responder

    A questão é muito simples. Existe uma medida de justiça para os políticos e uma medida de justiça para os empresários. Todos, todos, todos – notem bem-, os empresários condenados no mensalão, continuam presos, sem regalias, sem regime aberto, inclusive a infeliz bailarina, guindada à presidência do banco pelo pai. Já os políticos estão todos no conforto de seus lares, ao lado de suas famílias, rindo à larga das penas. Até o malaco João Paulo foi libertado para comer o peru de Natal junto dos seus. Há um evidente regime de exceção em andamento, pautado pelo show midiático que se tornaram os escândalos.

  2. Sem dúvida alguma as nossas leis são aplicadas desigualmente. Para os
    políticos e cidadãos comuns as penas são totlamente diferentes e para
    piorar, se algum juiz do STF for simpatizante do PT a vaca vai pro brejo…

Comente