Uncategorized

Curto e grosso

DIAS-TOFFOLI
Nestes dias, o presidente do TSE e ministro do Supremo, Dias Toffoli, deu uma entrevista a TVeja e disse que as denuncias sobre a Petrobras têm relação direta com o sistema de financiamento de campanhas eleitorais. Ele é a favor da proibição de doações por pessoas jurídicas. Depois, perguntado sobre os que duvidam de sua isenção por ter sido advogado do PT, Toffoli fuzilou: “São burros, imbecis e débeis mentais”.

20 Comentários

  1. Caro FÁBIO, não tenhamos pressa nem urgência, vamos aguardar o desenrolar dos acontecimentos e nada melhor que um dia após o outro. Com posição tão firme, teria que ser supremo, porém, como diz o velho ditado ” ou foi, ou é ou será”. Defendo a liberdade de opinião, liberdade de imprensa e liberdade de investigação. Atenciosamente.

  2. Cajucy Cajuman Responder

    Esse palavreado para um ministro da Suprema Corte é indecoroso. Trabalha contra a boa educação, a diplomacia, o decoro jurídico e o notório saber que, aliás, poderia ter sido usado com outras palavras mais convincentes, sem ser vulgar. ** Portanto, Toffoli foi mais grosso do que curto…

  3. Quem são burros, imbecis e débeis mentais?
    O povo bem que não quer os corruptos no poder?

    O povo é inteligente e sabe sim que houve fraude nas urnas.
    O povo sabe que esse Ministro foi parcial sim nas eleições.
    O povo sabe sim que Dilma foi eleito por meio ilícito sim.

    O povo não burro, nem imbecil e muito menos débil mental.

  4. Para um ministros do TSE tal resposta é complicado não é mesmo? Mas como diz: vivemos em uma democracia correto?

  5. E quem tenta ser juiz de primeira instância por duas vezes, sem sucesso; e de repente graças ao dedão do Lulla vira Ministro do STF, é o quê?…

  6. Do Interior.... Responder

    São burros, imbecis e débeis mentais são os que acreditam na mentira deste petista quadrilheiro, que deveria também ser preso pelos comentários que faz, defendendo o partido como se fosse, ainda, seu advogado. É um mentiroso!

    O PT é podre, não pode ser considerado partido. É uma facção criminosa.

  7. O ministro está certo, burros, imbecis e débeis mentais foram os que aceitaram a indicação dele para a Suprema Corte.

  8. É típico dos Petistas, quando deveriam argumentar, preferem de cara atacar, impróprio para quem exerce cargo desta envergadura, mas fazer o que, é disto para pior…

  9. Burro é o próprio que não passou nem no exame da ordem e nem no exame para concurso de juiz. Sómente está no STF porque é membro da quadrilha do PT.

  10. Com razão o ministro, a isenção deve ser questionada para as urnas eletrônicas …

  11. Pior que ler os absurdos do que ele diz, é lembrar que ele é ministro da última instância de nossa Justiça… Eles não tem pudor, não tem vergonha na cara, esquecem que representam os cidadãos, quando politicos, e as Instituições, quando nomeados para cargos! E este faz parte apenas daqueles que velam pela nossa Constituição! Pobre Brasil! E este cretino que pare de defender a porcaria dos bandidos e cumpra sua função!

  12. Parreiras Rodrigues Responder

    Tanto a burrice, como a imbecilidade e a debilidade, não são desvirtudes. Corrupção, oportunismo e participação de quadrilha, são.
    O que esperar dum governo composto por um despreparado oportunista na presidência dum Poder, um congresso alienado, uma presidente que recorre ao Ministério Público como se recorre à delegacia da esquina para pedir atestado de idoneidade de provável componente do seu quadro maior, e transforma um ministro dos Esportes em ministro de Ciência e Tecnologia, além de nomear o filho dum manjado contraventor, para participar do governo que se remenda, mas não se emenda.

  13. ESSES ” TERMOS ” QUE ELE USOU,SERVE PARA O PESSOAL QUE COLOCOU A QUADRILHA DELE NO POLEIRO.

Comente