Uncategorized

Wagner na Defesa
e Berzoini nas Comunicações

de Marcio Falcão e Natuza Nery, Folha de S. Paulo:

Nas tratativas finais para anunciar a equipe ministerial do segundo mandato, a presidente Dilma Rousseff nomeará o governador da Bahia, Jaques Wagner, para o Ministério da Defesa e deslocar o ministro Ricardo Berzoini para as Comunicações, como desejava o PT.

Na segunda-feira (22), emissários de Dilma ainda tentavam convencer o governador Cid Gomes (Ceará) a assumir o Ministério da Educação. Cid tinha a ambição de passar um tempo em Washington, ocupando um cargo no BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento).

O martelo ainda não foi batido para muitos cargos, o que acontecerá até 29 de dezembro, mas já há definições prontas para divulgação. Não está descartado a definição de um bloco de ministros ainda nesta terça-feira (23).

PMDB

A presidente deu sinais ao PMDB de que irá, de fato, indicar o senador Eduardo Braga (PMDB-AM) para o Ministério de Minas e Energia e Katia Abreu (PMDB-TO) na Agricultura. Ambos os nomes já eram ventilados.

Além dessas duas pastas, as negociações de segunda-feira indicavam que o partido aliado pode ficar com Portos, Pesca e Aviação Civil, que deve trocar de titular. Pelas conversas, sairia o atual ministro, Moreira Franco, e entraria o deputado Eliseu Padilha (PMDB-RS) como representante da Câmara.

Sobre o deputado Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), a expectativa do partido é esperar pela manifestação do Ministério Público para saber se o parlamentar pode assumir uma vaga no primeiro escalão. Se não tiver seu nome vinculado na Operação Lava Jato, como já chegou a ser veiculado na imprensa, ele poderia assumir o Turismo, mas isso não ocorreria agora.

ITAMARATY

Caso Jaques Wagner vá mesmo para a Defesa, Celso Amorim, hoje o ministro que comanda as Forças Armadas, poderia retornar ao Itamaraty. Dilma considera, ainda, outros dois diplomatas para o cargo: os embaixadores Mauro Vieira e Antônio Simões.

Se o deslocamento de Berzoini para as Comunicações for mesmo confirmado, a presidente terá de encontrar um novo articulador político do governo. O cargo pode seguir tanto nas mãos do PT como ir para as mãos de outro partido.

O PP tende a ficar com a Integração Nacional, posto que pode ser ocupado por Aguinaldo Ribeiro, ex-ministro das Cidades —pasta que será comandada por Gilberto Kassab, ex-prefeito de São Paulo

10 Comentários

  1. Caros Amigos leitores seria falta de comunicação minha ou do Estado do Parana não tem ninguém capacitado para exercer um gargo nos escalões da atual presidenta..

  2. Ká ká ká a mamãe Noel Dilma não trouxe nenhum ministério para o Pinoquião e nem para o irmão dele. Será que ele ainda vai bater palmas para a companheira no doa primeiro de janeiro?

  3. Ela quer ser conhecida como a versão moderna do ALI BABÁ. Com o ministério que está montando não sera difícil obter este reconhecimento. Já viram o currículo destes dois. ….e o curriculum do ministro do esporte todos muito habilitados para fazer parte deste seleto grupo.Logo veremos uma licitação para compra de pá e cal, é o que está faltando para acabar com o Brasil.

  4. jaime rodrigues Responder

    ESTE PAÍS NAO TEM COMO DAR CERTO

    COM ESTES MINISTROS QUE ESTÃO ASSUMINDO

    FAZENDA, BANCO CENTRAL, PLANEJAMENTO, INDICADOS PELO DISCURSO DO PSDB.

    PODE ATÉ DAR CERTO

  5. A principal bandeira do PT é a dominação do povo brasileiro o PMDB e os demais partidos da sua base aliada estão ajudando a levar o Brasil por uma estrada sem volta, quando isso acontecer, a presença dessa massa gananciosa será descartada. A ascensão acelerada pela consolidação do seu projeto de poder, é de causar inveja a Fidel. Acostumados a trilhar o caminho do ilícito, jamais mediu esforços para atingir a meta desejada (domínio das instituições). Abusou e ate ultrapassou todos os limites das suas prerrogativas. Agora nomeia dois petistas para comandar os ministérios da defesa e das comunicações. é o principio do fim.

Comente