Uncategorized

Dilma reduz compras
na fronteira de Foz

foz - fronteira

A Receita Federal resolveu determinar novamente a redução da cota de compras no Paraguai a partir de 1º de julho de 2015. Os brasileiros que fizerem compras na fronteira poderão gastar no máximo US$ 150, ao invés dos atuais US$ 300. A decisão foi publicada ontem (22), na forma de uma Instrução Normativa.

A redução já havia sido determinada em julho deste ano. Porém, com a repercussão negativa da decisão em um momento eleitoral, a senadora Gleisi Hoffmann, então candidata do PT ao governo do Paraná, correu dizer que na verdade a portaria era “uma regulamentação sobre free shops e não deveria tratar da cota”. No dia seguinte, a portaria foi suspensa por tempo indeterminado.

A notícia cai mais uma vez como um baque no setor de comércio e turismo de Foz do Iguaçu já que um dos principais atrativos da região é justamente o turismo de compras no país vizinho. Com a inflação e o dólar em alta, o desejo era, inclusive, que a cota aumentasse para US$ 500.

5 Comentários

  1. É bom a Dilma parar de navegar na maionese e deixar de lado assuntos
    tão imbecis que beira a mediocridade mental. De que adianta reduzir a
    cota de US$ 300,00 para US$ 150,00 !? Vai evitar a entrada de contraban-
    dos !? Deixe o povo divertir e preocupe mais com a Petrobrás !!!

  2. Juraci Paixão Responder

    É claro! O atual governo do Paraguai não é amiguinho da petralhada como o era o bispo Papão, alinhado ideológico da esquerdalha. O governo do Paraná, refeituras do Oeste, especiamente Fóz do Iguaçu, deveriam protestar contra essa medida que ajuda a fulminar o turismo na região. E imaginar que são dois países alinhados no mesmo bloco econômico, essa Confraria de Falidos chamada Mercosul… Nunca antes na história desse país se viu tanta incompetência, tanta corrupção e tanta sujeira moral. Se vergonha na cara nascesse da terra, isto aqui seria um promissor deserto!

  3. Vigilante do Portão Responder

    Cadê a ENGANADORA da Gleisi?

    Quando anunciaram a medida, COINCIDENTEMENTE, a Senadora, então candidata ao Governo do Paraná, estava em Foz.

    Tudo combinado, saiu em defesa da manutenção da cota.

  4. Este povo da fronteira agora está esperando uma nova intervenção “salvadora” da princesinha. Então se apresse princesinha, o povo da fronteira já começa a ver a coisa ficar mais preta do que já está.

Comente