Uncategorized

Cobram caro, roubam muito e querem mais

timthumb.php

Impostos de Primeiro Mundo, serviços de Terceiro e de quinta qualidade. Uma equação insana que piorou muito na última década. Dados divulgados pela Receita Federal apontam que os tributos cobrados dos brasileiros bateram em 35,95% do PIB. É a mais alta proporção desde 2004, quando o indicador foi criado, e a 13ª maior do mundo.

O Brasil perde, pela ordem, para paraísos de excelência: Dinamarca (48%), França (45,3%), Itália (44,4%), Suécia (44,3%), Finlândia (44,1%), Áustria (43,2%), Noruega (42,2%), Hungria (38,9%), Luxemburgo (37,8%), Alemanha (37,6%), Eslovênia (37,4%) e Islândia (37,2%).

A contrapartida para o tanto que se paga é pior do que pífia. Um desequilíbrio estarrecedor, para usar uma das palavras prediletas da presidente Dilma Rousseff.

O país ocupa o 58º lugar entre os 65 que participam do Pisa, programa da OCDE que avalia jovens de 15 anos que concluíram a escolaridade básica; é o último no ranking do Instituto Bloomberg, que analisou os sistemas de saúde de 48 nações. Empata com Geórgia e Granada no 79º lugar no Índice de Desenvolvimento Humano (IDH), posição um ponto superior ao ano passado, comemorada com fogos de artifício pelo governo. Mas também aqui perde feio para vizinhos como Chile (41º), Argentina (49º), Uruguai (50º). Não alcança nem mesmo a empobrecida Venezuela (67º).

A União detém a maior fatia da arrecadação: 68,92%. Estados e municípios respondem respectivamente por 25,29% e 5,79%, e ainda têm de implorar pelo pagamento em dia dos repasses de direito, como fundos de participação, verbas da Educação e do Sistema Único de Saúde (SUS).

A saída que o futuro ministro da Fazenda, Joaquim Levy – tido por muitos como salvador da pátria do mandato perdido de Dilma –, vislumbra para tentar por um mínimo de ordem no caos econômico que a presidente criou em 48 meses de Planalto é aumentar impostos. Nada antecipa sobre corte de gastos. Mas fala com desenvoltura em voltar a cobrar a Cide sobre combustíveis, suspensa em 2012, e deixa correr solta a proposta de se criar um novo imposto, semelhante à CPMF extinta pelo Senado em 2007.

Novo imposto não combina com ceia de Natal nem champanhe de virada do ano. Mas a falação sobre o tema em época de festas faz parecer que a tentativa de ressuscitar o imposto do cheque é mais do que um teste.

Resta combinar com quem paga os impostos; aqueles que abarrotam os cofres do governo para quase nada receber em troca e ainda veem o seu suado dinheirinho encher os bolsos, cuecas e malas de gente que compra assentos no poder.

Por R$ 0,20 o país pegou fogo; a presidente berrou por bombeiros. Na época, o escândalo da Petrobras ainda dormia em águas profundas. Quais seriam as chances agora de cobrar mais impostos para bancar a incompetência do governo e corrigir “malfeitos”, para dizer o mínimo?

7 Comentários

  1. O povo tem que ir para as ruas e exigir o aumento da isenção do imposto de renda pessoa física. Atualizaram em 6,5% que é uma piada e a menor faixa ficou em 1.950,00 (menos de três salários mínimos) enquanto deveria .estar em 3,000 reais que é ainda é um salário das classes mais pobres mas, vá lá. Nunca estes políticos investirão em serviço público. Jamais!!! Vivemos uma pirâmide que tem na base as pessoas que trabalham e sustentam os parasitas no topo da pirâmide, parasitas estes de todos os segmentos sociais sejam políticos, artísticos, empresariais, a tal elite. Não a elite que o Lula xinga, que somos nós os trabalhadores, e sim a elite que vota nele para manter seus privilégios e vida de reis sem trabalhar tipo: todos os caciques do partido dele incluindo a venerável presidenta. Aliás, impeachment nela!

  2. Para ela (DILMA) e para o PT não interessa o povo que paga e sim aos que ela dá assistência com BOLSAS FAMÍLIA, contanto que haja dinheiro suficiente para engordar os partidos da base com propinas e salamaleques. Este é o método do partido que perdeu o foco, a ética e a lucidez de governar um País. O povo no momento certo dará o troco a essa gangue que aprimorou e lapidou a corrupção da maneira que achavam que ninguém descobriria nada.Mandamos para a Cadeia, embora por tempo muito curto, os cabeças do MENSALÃO como irão para a cadeia os “craques” do Petrolão, refinado de figurões tanto políticos como empresários-empreiteiros que se achavam intocáveis. A Formação do grupo dos 20 empreiteiros está se demolindo e se deteriorando que, sem sombra de dúvidas, irão ser hóspedes da PAPUDA ou outra Penitenciária de maior ou de menor porte.

  3. Ao POVO, NAÇÃO DESTE MEU BRASIL…. vamos parar de reclamar do lixo e virarmos lixeiros. Por um BRASIL melhor para todos e nao para poucos, sem interesse pessoal e sim da nação…

  4. Muito embora todos esses números adversos, o brasileiro continua no firme propósito de que um dia tudo melhorará. E, devido a esse preceito, que jamais poderemos esquecer de desejar um FELIZ NATAL a você Fábio e à sua família e a todos os seus leitores de qualquer estirpe.FELICIDADES é o que almejo de todo coração..

  5. O Beto Richa também é chegado num IMPOSTO. Depois do tarifaço do detran dois anos atrás , agora aumentou os impostos automóveis e também aumentou em mais 1% o imposto do combustível aqui no Paraná..

Comente