Uncategorized

Avião da AirAsia com
162 a bordo some após decolar da Indonésia

Foto: Vincent Thian/AP
aviao-3

Airbus A320-200 desapareceu do radar às 6h17 (local) deste domingo (28). Voo QZ-8501 seguia para Cingapura e atravessou mau tempo.

Do G1:

Um Airbus A320-200 da AirAsia, com 155 passageiros a bordo e sete tripulantes, que fazia a rota entre a Indonésia e Cingapura, sumiu do radar neste domingo (28), informaram o Ministério dos Transportes indonésio e a companhia aérea.

Segundo porta-voz do Ministério dos Transportes da Indonésia, a aeronave perdeu contato com o controle de tráfego aéreo de Jacarta às 6h17 (horário local; 20h17 de sábado, 27, no horário de Brasília). O avião desapareceu ao voar sobre as águas ao sudoeste da ilha de Bornéu e em mau tempo.

A empresa malaia AirAsia informou que o piloto do Airbus A320-200 solicitou mudança na rota devido ao mau tempo. “O avião pediu um desvio devido às condições meteorológicas”, disse a companhia em um comunicado publicado em sua página no Facebook.

O voo QZ-8501 partiu do Aeroporto Internacional Juanda, em Surabaia (Java Oriental), às 5h20 (19h20 no horário de Brasília), com previsão de pouso em Cingapura às 8h20 (22h30 no horário de Brasília). O Airbus desapareceu cerca de 40 minutos após decolar.

A AirAsia informou que, entre os passageiros, havia 149 indonésios, três sul-coreanos, um cingapurense, um malaio e um britânico. Já entre os tripulantes, havia um francês e seis indonésios.

A AirAsia confirmou em nota o sumiço da aeronave e o início de uma operação de busca e salvamento do avião.

“AirAsia Indonésia lamenta confirmar que a torre de controle de tráfego aéreo perdeu contato com o voo QZ-8501 [Surabaia a Cingapura] às 7h24 desta manhã”, disse a companhia em um comunicado. “Operações de busca e resgate estão em andamento. AirAsia está cooperando plenamente com a assistência e serviços de salvamento”, diz a nota.

Cingapura também acionou equipes de busca e resgate. “Dois [aviões] C130 estão prontos para ser usados. Estamos prontos para prestar assistência e apoio às operações de busca e salvamento”, afirma um comunicado da Força Aérea, Marinha e do Centro de Coordenação de Resgate do país.

O mau tempo tem dificultado as operações de busca, realizadas em uma área de quase 200 quilômetros quadrados. A visibilidade no local, sergundo a Marinha, varia entre dois e 5 quilômetros.

Tragédia no início do ano
Um um avião da Malaysia Airlines com 239 pessoas a bordo, que viajava de Kuala Lumpur, na Malásia, para Pequim, na China, desapareceu no dia 8 de março de 2014. Os investigadores acreditam que o voo MH-370 saiu de curso e caiu por falta de combustível no Oceano Pacífico.

Comente