Uncategorized

Dilma hesitou em anunciar medidas, temendo caráter impopular

dilma- foto o globo

do Painel, Folha de S. Paulo:

A maior preocupação do governo com as mudanças no seguro-desemprego e em pensões por morte anunciadas nesta segunda-feira (29) era bater na tecla de que não são medidas que reduzem direitos, mas corrigem distorções. Após hesitar durante dias, temendo o caráter impopular do pacote, Dilma Rousseff concordou com a adoção das medidas, mas instruiu auxiliares a dar exemplos didáticos de como as regras alteradas permitiam abusos e repetir que só futuros beneficiários serão afetados.

Retrospectiva
O temor do Planalto era que, de novo, as medidas fossem interpretadas como estelionato eleitoral, uma vez que Dilma passou a campanha dizendo que Aécio Neves (PSDB) e Marina Silva (PSB) mexeriam em direitos trabalhistas e previdenciários, se fossem eleitos.

Feliz 2015
A próxima medida será a volta da Cide, o tributo dos combustíveis. Como não precisa ser aprovada no ano anterior à cobrança, pode ser anunciada tanto agora quanto nos primeiros dias depois da posse.

3 Comentários

  1. Antonio Alvaro Rosar Responder

    A medida mais impopular ela não toma que é a redução dos ministérios, esta não pq prejudica o PT.

  2. Jorge Lindoner Responder

    Ah…se isto não é redução de benefícios é o que? Depois vem a CIDE e depois, não duvidem, vem a CPMF. Bem que poderíamos estar na véspera de 2019….

  3. Esperamos que os culpados pelo enfraquecimento e descrédito internacional da Petrobrás sejam punidos exemplarmente, como somos cobrados no Imposto de Renda! Que seja devolvido ao erário público tostão por tostão. Noticiário da mídia dizendo que o PMDB não teve gestão na Petrobrás, parabéns!
    Uma empresa que tem ações na Bolsa de Valores em N.Y., não poderia ser desmoralizada assim! é muita irresponsabilidade! Aqui ela não vai ser processada, mas nos EUA, a decisão da justiça é única e se uma cidade ganhar, todas as outras terão o mesmo direito. Eles são acionistas e esperavam resultados financeiros compensadores, afinal se trata de uma empresa que sempre deu bons resultados e eles acreditaram, como eu… Investi pouco desde 2002 e esperava pelo menos reaver meu capital, mas só vejo o declínio dos valores, tudo indicava que as coisas não andavam bem, mas se fala muito em “caixa preta” e eu não sei até onde isso é verdade, mas de 2002 até agora dava para se fazer alguma coisa,
    pelo menos trocar os gestores, que compraram uma refinaria velha nos EUA!
    Estranhamos como diretores não sabiam de nada!
    Geralmente todo gestor tem em sua mesa todas as planilhas que mostram as despesas e pagamentos e para onde estão indo esses valores, e na boa prática, uma escala de valores que vai subindo de hierarquia para autorizar pagamentos!
    Esperamos que a Reforma política saia agora!
    E acabe com essa farra do dinheiro público e
    com os partidos de aluguel!
    No Brasil há 4 poderes que sempre norteiam as decisões:
    A Fiesp, A Fenabran, a UDR e as empreiteiras…
    Tudo bem, desde que seja para o bem do País e para produzir riquezas saudáveis.
    Que se acabe com as propinas e obras super faturadas!
    A REFORMAS IMPOPULARES saíram muito rápido!
    A corda só arrebenta do lado mais fraco…
    Sempre o povo é paga o pato e os aposentados são os “culpados pelos maus resultados econômicos”…
    A FONTE ESTÁ SECANDO E TEMOS QUE TOMAR PROVIDÊNCIAS PARA APRENDERMOS GERAR RIQUEZAS E EVITAR EMPRÉSTIMOS QUE VÃO CORROENDO NOSSAS DIVISAS.
    ESPERAMOS QUE A DILMA DIRIJA O PAÍS COM MÃO DE FERRO E COLOQUEM ESSA TURMA DE CORRUPTOS EM SEUS DEVIDOS LUGARES, POIS AINDA NÃO ATINGIMOS NÍVEIS DE DESENVOLVIMENTO DE NOSSO PAÍS, COM TANTO DINHEIRO JOGADO FORA NO RALO DA CORRUPÇÃO!
    QUANTO GASTAMOS NA CAPA!
    FIZEMOS UMA FESTA PARA OS ESTRANGEIROS?
    QUANTO FARÍAMOS EM EDUCAÇÃO E SAÚDE?
    PRECISAMOS DE CONTROLES QUE DETECTEM AS NEGOCIATAS DE IMEDIATO E ÓRGÃOS QUE PUNAM SEM BUROCRACIA. políticos fraudadores são criminosos comuns, o dinheiro público não é para se construir palácios,e não necessitamos tantos parlamentares, aumentando seus próprios salários!
    ESSE SEGUNDO MANDATO DE DILMA DEVE SER UM EXEMPLO PARA O PAÍS, DE LISURA ADMINISTRATIVA,
    FOI PARA ISSO QUE A ELEGEMOS!
    SÓ NOS RESTA O AGRONEGÓCIO, POIS INDÚSTRIAS COM ESSA TRIBUTAÇÃO, NÃO TEMOS CONDIÇÃO DE COMPETIR…

Comente