Uncategorized

Baleados em hipermercado de Curitiba morrem no hospital

wal3

de Elizangela Jubanski e Antônio Nascimento, Banda B:

Os cinco rapazes que foram baleados na tarde desta quarta-feira (31) dentro do estacionamento do Hipermercado Walmart, da Avenida das Torres, limite do bairro Uberaba com Jardim das Américas, em Curitiba, morreram. Dois foram atingidos a queima roupa e morreram na hora, um terceiro faleceu dentro da ambulância e os outros dois feridos morreram na noite de ontem nos hospitais onde estavam internados. Há suspeita de que o crime tenha ligação com gangues da Vila das Torres.

O crime aconteceu por volta das 14h30 no momento em que o hipermercado estava com alto fluxo de cliente devido aos preparativos e compras para a virada do Ano Novo. Os disparos de arma de fogo causaram pânico entre os clientes e houve correria durante a ação dos assassinos. O grupo de rapazes chegou ao hipermercado no início da tarde em um Fiat Uno, de cor branca, para fazer compras no local. Na saída, eles foram abordados por homens que ocupavam um veículo Ônix Chevrolet, de cor preta.

Apontado como o líder do grupo, Alan Fabio dos Santos, 26 anos, morreu ao lado do carro; o primo Diego Renato dos Santos, 25 anos, também morreu na hora, no estacionamento do hipermercado. James Robert dos Santos, 28 anos, tentou correr para dentro da loja, foi atingido e morreu dentro da ambulância do Serviço Integrado de Atendimento ao Trauma em Emergência (Siate). Kelvin de Aguiar Pereira, 22 anos, foi socorrido e faleceu na noite de ontem no Hospital Evangélico; já Elitom dos Santos Moreira Trabalhador, sem idade confirmada, faleceu internado no Hospital do Trabalhador.

Após poucas horas de investigação a Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) já afirmou ter linhas de investigação bastante apuradas. Ainda no local, familiares afirmaram que Alan teria saído do sistema prisional para passar o fim de ano ao lado da família. A polícia acredita que o crime tenha envolvimento com as gangues da Vila das Torres, mais precisamente entre os membros da ‘gangue de cima’. Ainda, sem confirmação da polícia, há suspeita que a morte dos jovens tenha sido encomendada por presos do Complexo Penal de Piraquara, na região metropolitana de Curitiba.

Ainda

Na madrugada de hoje (1º), por volta das 3h, na rua Anna Frieber esquina com a Manuel Matins Abreu, na Vila Torres, um homem foi morto a tiros por ocupantes de um veículo escuro que passaram atirando a esmo no local. Rodrigo Barbosa Ribas, 25 anos, morreu na hora e, segundo informações de moradores, não tinha envolvimento com o crime e estava na rua comemorando a virada do Ano Novo. A Polícia Civil investiga se o veículo escuro pode ser o mesmo que participou da chacina no hipermercado.

3 Comentários

  1. A julgar por fatos como esses, é forçoso concluir que o crime está no comando de Curitiba.

Comente