Uncategorized

Motoristas e cobradores de Curitiba suspendem greve

do G1 PR:

Os motoristas e cobradores de ônibus de Curitiba decidiram, nesta quarta-feira (7), cancelar a greve que começaria a partir da meia-noite de quinta-feira (8) (leia, aqui, sobre o caso). O anúncio da categoria foi feito após um acordo junto à prefeitura da capital paranaense. A categoria reclama de atrasos nos salários de parte dos trabalhadores.

De acordo com o presidente da Urbs, autarquia que gerencia o transporte coletivo na cidade, o prefeito autorizou um crédito para pagar as empresas que alegam ter dificuldades para quitar o compromisso com os trabalhadores. Segundo Roberto Gregório, o decreto foi assinado nesta quarta. “O prefeito Gustavo Fruet acabou de anunciar um crédito suplementar de R$ 3,8 milhões para o Fundo de Urbanização de Curitiba. E graças a essa iniciativa será possível transferir os recursos àquelas empresas que estão com dificuldade de caixa, de tal forma que elas tenham condições de pagar os salários aos trabalhadores”, diz.

Em nota, a prefeitura alega que o governo do estado ainda precisa quitar R$ 16,5 milhões, referentes ao subsídio que garante a integração do sistema de ônibus da capital com outras cidades da Região Metropolitana. O governo, por sua vez, diz que está mantendo o pagamento das parcelas e que quer continuar com a parceria nos próximos anos.

O presidente do sindicato da categoria, Anderson Teixeira, disse que aceitou a proposta da prefeitura, mas que ainda será definido se haverá uma paralisação parcial na quinta-feira à tarde, em forma de protesto pelos atrasos. “Justamente para mostrar a indignação e buscar uma saída para o problema. Vai haver uma paralisação parcial. Nós vamos tomar o cuidado para atender a maior parte da população, fora do horário de pico”, afirma. Durante a madrugada, deve ser feita uma assembleia para definir se haverá esse ato durante o dia.

Comente