Uncategorized

Figueiredo Basto isenta Anastasia e Cunha e diz que há ‘interesse em tumultuar’

figueiredo basto - pf

O advogado do doleiro Alberto Youssef, Antônio Figueiredo Basto, disse nesta segunda-feira (12) que seu cliente não tem “negócios” com o senador eleito Antonio Anastasia (PSDB-MG) e nem com o líder do PMDB, deputado Eduardo Cunha (RJ), que é candidato à presidência da Câmara. De acordo com ele, estão acontecendo vazamentos “frutos de interesses políticos para tumultuar investigações”, por isso, ele irá protocolar na Justiça uma petição dizendo que Youssef não determinou remessas de dinheiro para os dois. As informações são da Folha de S. Paulo.

“Meu cliente não tem negócios com Anastasia e nem com Eduardo Cunha. Meu cliente mandou dinheiro para Belo Horizonte, mas não mandou entregar para Anastasia (…) Fazemos uma colaboração correta, evitamos atribuir fatos a terceiros. Qualquer envolvimento de políticos agora é precipitado e perigoso”, disse Basto.

A Folha de S. Paulo revelou na semana passada que o entregador de dinheiro de Youssef, o policial federal Jayme Alves de Oliveira Filho, o Careca, disse em depoimento que entregou R$ 1 milhão a uma pessoa que reconheceu como sendo o “candidato que ganhou a eleição em Minas Gerais” em 2010, Anastasia.

No mesmo depoimento, o policial citou o nome de Eduardo Cunha, dizendo que Youssef teria lhe mandado entregar dinheiro numa casa que seria do deputado. Tanto Anastasia quanto Cunha negaram qualquer participação no esquema e disseram que sequer conhecem Oliveira Filho ou Youssef.

Ainda na semana passada a Folha revelou que o Ministério Público Federal vai pedir ao STF (Supremo Tribunal Federal) para que um inquérito seja aberto para apurar se Cunha teve alguma participação no esquema.

CITADOS

Eduardo Cunha vem rechaçando qualquer participação no esquema revelado pela Operação Lava Jato da Polícia Federal, que investiga um esquema na Petrobras envolvendo fraudes em licitação, pagamento de propinas e lavagem de dinheiro.

“Não conheço esse senhor [Youssef]. Estou absolutamente tranquilo em relação a isso, de que não há nada. É mais uma iniciativa política para me prejudicar, tenho absoluta convicção. É só olhar de onde estão partindo esses vazamentos, essas informações falsas”, disse, na semana passada.

Em nota divulgada no último dia 8, Anastasia se disse “tomado de forte indignação” e “revoltado” por ter seu nome citado pelo policial, com quem sugeriu a realização de uma acareação.

“Em primeiro lugar, registro que não conheço este cidadão, nunca estive ou falei com ele. Da mesma forma não conheço, nunca estive ou falei com o doleiro Alberto Youssef. Em 2010, já como governador de Minas Gerais, não tinha qualquer relação com a Petrobras, que não tinha obras no Estado, ademais do fato de eu ser governador de oposição ao governo federal”, diz trecho da nota.

6 Comentários

  1. Doutor Prolegômeno Responder

    O lulopetismo por meio de suas ratazanas e baratas de plantão na mídia querem tomar uma carona nas denúncias e trazer para dentro outros da oposição. Não que os políticos sejam santos. Nenhum é. Mas, esta tática stalinista é do tempo que o mar morto ainda estava doente. Tem muita água suja para correr até os bueiros mais próximos e provavelmente vão abrir novas caixas pretas de estatais.

  2. Do Interior.... Responder

    Só os petistas idiotas acreditaram neste depoimento mentiroso. Com certeza o depoimento mentiroso foi a mando de LuLLa, Dilma ou Zé Dirceu.

    Como o pessoal do PSDB iria receber dinheiro do pessoal do PT, se este tem desejo de morte pelo primeiro? O PSDB não está no poder e não tem cargo em estatais. Logo, se o PSDB recebeu dinheiro foi aquele roubado pelo PT, PMDB ou PP. Mas não acredito que estes partidos da roubalheira iriam passar dinheiro para a oposição, sem mais, nem menos. Excetuado aquele que Janene recebeu para sepultar a CPI da Petrobrás na era LuLLarapio.

    De todo modo, se alguém recebeu dinheiro público, deve ser punido. A diferença é que o PT é o partido que é corrupto na sua essência. A estrutura é montada para roubar. No PSDB existem alguns parlamentares corruptos mas o partido em si, não se assemelha com os vermelhos bandidos.

  3. Para quem não sabe este nobre Advogado é também advogado do PSDB, é natural ele dizer que seu cliente é inocente, é pago para isto, só “faltou” está informação em mais uma notícia tendenciosa.

  4. Realmente o PSDB não tinha que receber dinheiro do PT. Eles tinham a sua própria fonte, que eram as obras pública do Estado de São Paulo. Devem ter guardado um pouco, também, das privatizações ocorridas lá atrás. Nada contra privatizar, mas sim contra roubar, aproveitando-se do processo. E nada como o tempo para as coisas caírem no esquecimento.

  5. Jorge Lindoner Responder

    Por que petista sempre tem uma versão para fugir da responsabilidade e imputar nos outros? Eita incapacidade de assumir os próprios erros. Além disto, são tão cegos que ainda procuram defender o impossível, ou seja, a desonestidade total deste partido.

Comente