Uncategorized

Um paranaense no corredor da morte na Indonésia

unnamed

O paranaense, de Foz do Iguaçu, Rodrigo Muxfeldt Gularte, 41, foi preso no aeroporto de Jacarta em julho de 2004, flagrado com 6 quilos de cocaína escondidos em pranchas de surf. Ele está condenado a morte, na Indonésia, mas sua execução ainda não tem data prevista para ocorrer.

Relatos ainda não confirmados oficialmente dão conta de que Gularte teve seu segundo pedido de clemência negado pelo presidente da Indonésia, Joko Widodo. Na prática, isso significa que não há mais impedimentos legais para a execução do paranaense. Ele receberá a visita de uma prima neste fim semana. Ela leva um laudo médico que atesta um quadro de esquizofrenia em Gularte, numa tentativa de amenizar a pena.

Segundo Cleverson Marinho Teixeira, presidente do Instituto Não Violência, o laudo foi patrocinado pela Embaixada Brasileira na Indonésia.

“Ele tem um quadro de esquizofrenia diagnosticado por médicos que o examinaram no ano passado e precisa ser internado em um hospital psiquiátrico. Penso que isso evitará, pelo menos momentaneamente, uma execução”, afirmou o advogado.

Angelita, a prima de Gularte, já teria chegado a Tóquio. Da capital japonesa, ela pegaria outro voo para Jacarta. A expectativa é de que ela desembarque na capital da Indonésia na tarde de sábado, pelo horário de Brasília.

Segundo apurou a reportagem, a família de Gularte está reclusa desde a confirmação que o governo indonésio executará no próximo domingo (15 horas de sábado, pelo horário de Brasília) o outro brasileiro preso no país. O carioca Marco Archer Cardoso Moreira, 53, também foi condenado a morte após ser flagrado entrando no país do sudoeste asiático com cocaína.

Neste momento, Clarisse Muxfeldt Gularte, a mãe do paranaense, estaria com parentes mais próximos em uma casa de praia da família. Ela aguarda a confirmação da execução de Archer e novas notícias trazidas por Angelita.

15 Comentários

  1. ESTA LEI SEVERA DEVERIA EXISTIR AQUI NO “brazil” TAMBÉM. ASSIM NÃO IA SOBRAR petista VIVO, PARA CONTAR A HISTÓRIA DO OUTRO.

  2. justino bonifacio martins Responder

    Esquizofrênico? Bala nesse vagabundo! O que fazem na Indonésia devia ser aplicado no Brasil. Aqui os beiramar da vida passeiam de avião pelo Brasil afora as nossas custas! Vergonha!

  3. ´´E extremamente doloroso, para nós iguaçuenses quer de nascimento quanto de coração, ler essa notícia, ainda mais eu que conheço a família, recordo do mesmo quando garotinho garotinho. A família deve estar, como nós, todos apreensivos. Esperamos que não aconteça o que a sentença lhe impingiu. Louvo a atenção do Dr, Cleverson, amigo do tio dele Dr. Celso Muxfeldt. A esperança não morre nunca. Haja coração orando para que tenha um desfecho feliz. ,

  4. Um já foi ( Marco Archer cardoso) agora só falta esse…….pelo visto lá na Indonésia não perdem tempo com chicanas e “embargos infringentes” a lei lá é clara….TRAFICOU….MORREU simples assim, se as leis fossem no Brasil clara para todos não teríamos tanta impunidade e os meliantes mor da nação a DIUUUMA e cachaceiro já estariam presos.

  5. fernando rodrigues Responder

    AGORA O MENINO E DOENTE ??? COMO A MAE DEIXOU UM DOENTE VIAJAR?? ACORDEM…O MUNDO NAO TEM TANTOS OTARIOS COMO NO BRASIL…LEI E LEI…

  6. SINTO MUITO PELA FAMÍLIA DELE MAS JÁ PENSOU O MAL QUE ELE FEZ PARA OUTRAS FAMILIAS AO VENDER DROGAS . QUANTAS PESSOAS FORAM PREJUDICADAS PELAS DROGAS QUE ELE COLOCOU NO MERCADO. RESUMINDO TEM QUE PAGAR

  7. Com todo respeito à vida, e aos familiares desses dois malucos. Mas tudo que possa e seja defendido por Marco Aurélio Garcia, um terrorista, e por Dilma Roussef, outra terrorista, poderá receber grande ajuda, quando o tribunal apelado, seja uma instituição séria.
    É caixão.

  8. Na hora do cara decidir entrar em Jacarta não era esquizofrenico !?
    Pisou na bola e vai pagar com a vida. Naquele país não importa
    qual seja o motivo que levou o cara a traficar…

  9. -Laudo de esquizofrenia?!?!? Mas na hora em que o cidadão traficava não era esquizofrênico??? Mesmo assim os familiares permitiram sua viagem para a Indonésia!!!
    -Agora que está com o pé no caixão, querem transferí-lo para um hospital…já era!!!!
    -Na Indonésia a lei é cumprida e clara e não como no Brasil em que a Justiça é tolerante e a impunidade corre solta!!!

  10. bom o negocio é o seguinte…o brasil que fique quieto no lugar dele..nao se meta nas leis dos outros paises…..que cuide do seu rabo……veja a petrobras tente arrumar a casa antes de se meter na casa dos outros….o cara sabia o que tava fazendo…..eu so lamento pela familia dele pai mae…….mas nao podemos fazer nada…. tudo depende deles e de deus….e sabemos tbm que quantos usuarios nao morreram por causa disso dessa droga maldita……entao que ele pague pelo erro …assim quem quiser fazer o mesmo vai pensar 2.3. 4 ate 1000vezes antes de fazer isssso.

  11. Eu Realmente fico sem palavra…..tive minha família destruída por esta maldita droga e sei o que é esta desse lado….porem a vida é dada por Deus e só ele pode tira, que os caras tem que pagar é verdade, que as leis tem que ser duras com certeza, eu deixaria na prisão até os últimos dias de vida sem direito a visita de ninguém e trabalhando para seu próprio sustento sem moleza, viveria o resto da vida remoendo o que fez.

Comente