Uncategorized

Planalto retoma articulação para
derrotar Cunha

de Gerson Camaroti, GloboNews:

O Palácio do Planalto decidiu retomar a articulação para influenciar na eleição pelo comando da Câmara dos Deputados. A nova tentativa foi deflagrada depois da avaliação de que o peemedebista Eduardo Cunha aparece em vantagem na disputa.

Cunha é um desafeto da presidente Dilma Rousseff, que apesar das declarações públicas de neutralidade, não esconde nos bastidores o seu desconforto com a eventual eleição do líder do PMDB.

O Planalto não quer ficar dependendo da caneta do peemedebista em votações de interesse do governo. Por isso, a ordem é partir para cima dos aliados. No primeiro mapeamento, várias dissidências foram identificadas em legendas que tiveram o espaço reforçado no primeiro escalão.

A determinação é cobrar reciprocidade de aliados como Gilberto Kassab, do PSD, que ganhou o poderoso Ministério das Cidades e Cid Gomes, do PROS, que passou a comandar o Ministério da Educação.

A estratégia é fortalecer, nesta reta final, a candidatura do petista Arlindo Chinaglia. O PMDB já identificou o movimento e avisa que uma interferência do Planalto na disputa da Câmara deixará sequelas.

Enquanto isso, o oposicionista Júlio Delgado, do PSB, tenta tirar proveito desse tiroteio na base aliada. Uma coisa é certa: independentemente do resultado, a governabilidade será mais difícil na Câmara dos Deputados neste segundo mandato da presidente Dilma.

3 Comentários

  1. E a interferência do legislativo no executivo com esse tanto de cargos que foram distribuídos a pedido dos partidos aliados… pra agora dizerem que querem neutralidade do planalto. É muita cara de pau!

  2. Caro FÁBIO, com essa manifestação do PLANALTO, é mais um lançamento de balão de ensaio, pois é o que farão para manipular o frágil, senil, débil e corrupto corpo de membros do legislativo federal. De fato, para o povo alienado, iludido e inebriado pelas propostas mentirosas, que deu os votos para os membros da ORGANIZAÇÃO CRIMINOSA PETISTA, sobrarão os – 1 – aumento dos impostos, – 2- aumento das tarifas de energia elétrica em índices de 40,0%, – 3 – redução nos direitos trabalhistas, apenas para ficar nesses itens que foram anunciados que NÃO seriam alterados durante a campanha política de 2.014. E alguém acredita mais nas promessas dos membros da ORGANIZAÇÃO CRIMINOSA PETISTA??? Defendo a liberdade de opinião, liberdade de imprensa e liberdade de investigação. Apoio a proposta de ” o sul é o meu país”, e proponho o IMPEACHMENT JÁ da DILMA, agora no poder, para evitar maiores constrangimentos e VERGONHAS à sociedade brasileira. Atenciosamente..

  3. O Palácio do Planalto hoje em dia é mais conhecido como “CASA COMERCIAL”, por isso tenta de todas as formas interferir no Poder Legislativo, onde está a AUTONOMIA DO LEGISLATIVO? Se loteou os Ministérios com diferentes partidos foi com o único e principal intuito de ter poderes de mando no Legislativo ( este também conhecido como CASA DE TOLERÂNCIA, pois ali se tolera tudo ou, quiçá, tenha outro significado, para fazer o que bem entenda nas votações. A interferência no Poder Legislativo demonstra o comunismo embutido na pessoa da Presidente.

Comente